Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/10/2008 09:07

Comércio de Três Lagoas precisa de 300 profissionais

Wilson Aquino

O comércio de Três Lagoas está em crise com a falta de mão-de-obra. O setor, que precisa de pelo menos 300 novos profissionais, vinha sofrendo com a perda de funcionários que passaram a migrar para as indústrias instaladas na cidade. Agora, o problema se agrava com a chegada do fim do ano quando as vendas aumentam em função do período natalino que promete aquecer todos os segmentos do comércio a partir deste final de mês. O apelo é do presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Três Lagoas, Eurídes Silveira de Freitas. Ele disse que esse número é necessário para suprir a demanda de hoje. “Porque se houver novas migrações, necessitaremos de um número maior de comerciários”, informa.



Eurides Silveira está em Campo Grande. Ele trouxe o problema para a diretoria da Federação dos Trabalhadores no Comércio de Mato Grosso do Sul – FETRACOM/MS, da qual faz parte. Agora pela manhã eles estão reunidos para discutir esse e outros assuntos na sede da federação. O presidente da entidade, Idelmar da Mota Lima promete ajudar a reverter esse processo.



Eurides Silveira informou também que uma forma encontrada pelos comerciantes da cidade para suprir a falta de mão-de-obra foi contratar aposentados. Porém, a maioria segundo ele, não tem qualificação para atuar no setor. “Antes tínhamos filas enormes de pessoas lutando por uma vaga no comércio. Hoje, a situação se reverteu e mesmo anunciando nas igrejas, nas missas de domingo, não temos conseguido pessoal suficiente para suprir a demanda que o comércio exige, ainda mais agora, prestes a entrar no bom período de vendas de final de ano”, comentou Eurides.



Outra preocupação do sindicato é com a entrada em operação de algumas indústrias a partir de janeiro de 2009. Uma delas será a Internacional Paper, que certamente deverá contratar centenas de funcionários, provocando novas migrações de profissionais do comércio para as indústrias. Ele citou também uma fábrica de cosméticos que entrará em operação em breve na cidade e que vai ocupar a mão-de-obra de pelo menos 300 mulheres. “Apesar de tudo isso ser bom para a cidade e para as pessoas que terão emprego e renda, fazendo com que o município cresça, fatalmente continuaremos a enfrentar problemas como esse de falta de pessoal para trabalhar no comércio”, comentou Eurides.





Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)