Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Maio de 2019

Últimas Notícias

04/04/2019 14:00

Com voto contra do PT, PDV é aprovado em primeira discussão

Midiamax

Com voto contrário da bancada do PT, o PDV (Programa de Demissão Voluntária) – proposto pelo Governo aos servidores estaduais – foi aprovado em primeira discussão na ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul). O projeto será enviado às comissões de mérito e deve passar por nova rodada de votação, ainda sem data para ocorrer.

O placar no plenário da Casa de Leis fechou em 17 votos favoráveis e dois contrários, na sessão desta quinta-feira (4). Embora voluntária, a proposta poderia ser prejudicial aos servidores e um passo rumo à terceirização do funcionalismo estadual, segundo avaliação da bancada petista

Pedro Kemp (PT) voltou a citar a defasagem de pessoal em algumas carreiras, a exemplo das áreas de Segurança e Educação. Segundo ele, haveria 11 mil professores contratados e 8 mil efetivos no funcionalismo estadual.

Cabo Almi (PT) afirma que o PDV seria uma forma do o Executivo Estadual pressionar servidores que não podem voltar a cumprir jornada de 8 horas diárias e disse não acreditar em grande número de adesões ao programa. “O governo está na verdade demitindo por justa causa”, aponta.

Do outro lado da moeda, o tucano Felipe Orro conta que foi procurado por diversos servidores interessados em aderir ao PDV. Ele lembra que, em caso de adesão em massa, a prioridade do Governo são servidores com menos de 10 anos de serviço público. “Se não houver [adesão em massa], servidores poderão aderir, independente do tempo de carreira”.

“A máquina pública está inchada e essa é a maneira de beneficiar o cidadão”, disse o deputado Lídio Lopes (Patri). Líder do Governo, Barbosinha (DEM) volta a lembrar que a adesão não é obrigatória “nem subterfúgio para demitir servidores”. “O PDV não vai impactar na qualidade de serviços ofertados à população”, disse o democrata pedindo “discernimento, juízo e sensatez” aos servidores.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 22 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
09:21
Cassilândia
Terça, 21 de Maio de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)