Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/10/2009 15:00

Com sorte e competência, Button é campeão em São Paulo

Gazeta Esportiva

Se neste sábado, Rubens Barrichello contou com a sorte e teve competência para conseguir a pole-position do GP do Brasil, Jenson Button mostrou os mesmos atributos neste domingo. Ajudado por uma série de incidentes no começo da prova e com um estilo bastante agressivo na pista, o inglês da Brawn GP sagrou-se campeão mundial de Fórmula 1 em Interlagos.

Button foi o quinto colocado na prova, três à frente de seu principal oponente, Barrichello, que sofreu ainda com um pneu furado no final da disputa - o brasileiro precisava somar, no mínimo, cinco pontos a mais que o companheiro de equipe para levar a decisão para Abu Dhabi, daqui a duas semanas. Nos Emirados Árabes, o campeão chegará com 89 pontos, contra 72 do piloto verde-amarelo e 74 de Sebastian Vettel.

É a quinta vez consecutiva que a taça é definida em São Paulo: em 2005 e 2006 Fernando Alonso consagrou-se aqui, enquanto em 2007 foi a vez de Kimi Raikkonen triunfar. No ano passado, as honras ficaram por conta de Lewis Hamilton.

Sem a tão falada chuva, a corrida foi vencida por Mark Webber, da Red Bull, que assumiu a ponta logo após a primeira rodada de pit stops. Seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel, que também lutava pelo título foi o quarto colocado e agora luta pelo vice contra Barrichello. Robert Kubica ficou com a segunda colocação neste domingo, seguido por Hamilton.

Para piorar a situação de Rubinho, ele segue em jejum de vitórias no GP do Brasil, prova que disputa desde 1993. A melhor colocação de sua carreira em Interlagos foi a terceira posição em 2004, ano em que coincidentemente ele também largou na pole.

O Grande Prêmio do Brasil começou caótico. Piloto da McLaren, Heikki Kovalainen rodou logo no S no Senna e por pouco não atingiu Giancarlo Fisichella, da Ferrari, que vinha logo atrás. Como se isso não bastasse para provocar bandeira vermelha, Jarno Trulli escorregou na zebra e atingiu Adrian Sutil, que foi para a grama e, quando voltou, acertou Fernando Alonso. O piloto da Toyota quis brigar com o alemão ao sair do carro.

Tentando permanecer na corrida, Heikki Kovalainen entrou nos boxes, mas precipitou-se e saiu com a mangueira ainda presa ao carro. O combustível vazou e deu um banho em Kimi Raikkonen, que vinha logo atrás pois havia arrumado a asa. O monoposto do finlandês virou uma bola de fogo por alguns centésimos de segundo.

Com tamanha bagunça, o safety car entrou na pista e só saiu de lá na quarta volta. Os maiores beneficiários disso foram justamente os dois maiores adversários de Rubinho, Button e Vettel, que ganharam diversas posições. De olho na taça, o inglês da Brawn passou a guiar de forma bastante agressiva e superou Romain Grosjean e Kazuki Nakajima, chegando ao sétimo lugar. Vettel, por sua vez, alcançou o nono posto.

Barrichello manteve a liderança até seu primeiro pit stop, realizado na volta 21. Segundo a parar, o brasileiro sofreu com o problema de aquecimento dos pneus prejudicou bastante o brasileiro na saída dos boxes e, voltando em nono, ele não demorou a ser ultrapassado por Sebastian Vettel e Lewis Hamilton.

Mais à frente, Button seguia muito bem e ultrapassou o estreante Kamui Kobayashi, que substitui o machucado Timo Glock na Toyota. O britânico parou na volta 29 e voltou na décima colocação, enquanto Rubinho era o quarto colocado e Mark Webber liderava.

Duas passagens depois, um incidente totalmente japonês: ao sair dos boxes, Kazuki Nakajima acelerou demais e tocou a roda traseira esquerda de Kobayashi. O piloto da Williams então virou "passageiro" até bater contra uma barreira de pneus da curva do Lago.

Button continuou a fazer bem o seu trabalho e não tardou a ultrapassar Buemi, chegando ao sétimo lugar depois de que todos pararam pela primeira vez para reabastecer e trocar pneus. A corrida então ficou monótona, sem mais ultrapassagens na pista entre os ponteiros, até o segundo pit stop.

Com a segunda rodada de pit stops, Button ficou em sétimo, com Rubinho em terceiro, situação limite para o inglês triunfar. Se fosse ultrapassado ou o brasileiro ultrapassasse alguém, a decisão da taça seria adiada. Mas então Heikki Kovalainen fez sua terceira parada e Jenson nem precisou trabalhar muito para alcançar a sexta posição, ganhando tranquilidade.

Para ajudar, Lewis Hamilton fez um favor ao compatriota ao superar Rubens Barrichello a nove voltas do fim. Mas nem precisava: com um pneu furado, Rubinho entrou nos boxes de novo, definindo assim a temporada 2009 da Fórmula 1.

Confira os resultados do Grande Prêmio do Brasil:

1: Mark Webber (AUS/Red Bull) - 71 voltas em 1h32min23s081
2: Robert Kubica (POL/BMW) - a 7s626
3: Lewis Hamilton (ING/McLaren) - a 18s944
4: Sebastian Vettel (ALE/Red Bull) - a 19s652
5: Jenson Button (ING/Brawn GP) - a 29s005
6: Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - a 33s340
7: Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso) - a 35s991
8: Rubens Barrichello (BRA/Brawn GP) - a 45s454
9: Heikki Kovalainen (FIN/McLaren) - a 48s499
10: Kamui Kobayashi (JAP/Toyota) - 1min03s324
11: Giancarlo Fisichella (ITA/Ferrari) - 1min10s665
12: Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India) - 1min11s388
13: Romain Grosjean (FRA/Renault) - a 1 volta
14: Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso) - a 1 volta

Não completaram:

Kazuki Nakajima (JAP/Williams) - volta 31
Nico Rosberg (ALE/Williams) - volta 28
Nick Heidfeld (ALE/BMW) - volta 22
Adrian Sutil (ALE/Force India) - volta 1
Jarno Trulli (ITA/Toyota) - volta 1
Fernando Alonso (ESP/Renault) - volta 1

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)