Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

08/05/2011 18:24

Com Pacaembu lotado e nervosismo, Corinthians e Santos empatam

FPF

Na primeira partida das finais do Campeonato Paulista de 2011, Corinthians e Santos fizeram uma partida bastante nervosa no estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, no Pacaembu. Apesar de três bolas na trave, o jogo terminou sem gols. A decisão será no próximo domingo, dia 15 de maio, no estádio Urbano Caldeira, na Vila Belmiro, em Santos, às 16h.

Tendo o apoio da grande maioria da torcida no estádio Municipal do Pacaembu, o time do Corinthians iniciou a partida com a intenção de pressionar o time santista, que tentava esfriar o jogo. Liédson, que pressionou a saída de bola do goleiro Rafael e Elano, com cruzamento fechado, criaram as melhores chances dos minutos iniciais.

Passados os primeiro minutos da decisão as equipes se soltaram a passaram a criar melhores chances de gol. A primeira grande oportunidade nasceu aos 19 minutos do primeiro tempo, quando Jorge Henrique avançou pela esquerda e lançou na área. Liédson conseguiu o giro e o cruzamento que passou pelo goleiro Rafael. No sufoco, a zaga santista afastou o perigo que rondava sua área.

O Santos respondeu aos 23 minutos em linda jogada individual de Neymar. Na ponta esquerda o atacante passou pelos adversários e bateu na saída de Júlio César. A bola bateu no pé da trave e não entrou por muito pouco. No contra ataque, o corintiano Bruno César tabelou e apareceu de frente com Rafael, mas chutou por cima.

Com o passar do tempo o Santos equilibrou as ações, especialmente com relação à posse de bola. Desta maneira, bastante disputado no meio de campo, a partida teve poucas chances de gols na segunda metade do primeiro tempo. No último minuto da primeira etapa, Liédson cabeceou para fora a derradeira oportunidade de uma das equipes ir para o vestiário em vantagem.

Machucado, PH Ganso não voltou do vestiário para o segundo tempo, em que o Corinthians novamente iniciou pressionando o Santos. Aos cinco minutos, Bruno César tabelou com Liédson e de frente para o goleiro Rafael bateu fraco para a defesa segura do goleiro santista.

O time da Vila Belmiro demorou um pouco para responder, mas quando o fez assustou demais. Primeiro, aos nove, Danilo bateu por cima de Júlio César na saída do goleiro e Chicão salvar em cima da linha. Depois, o próprio Neymar em jogada individual bateu e dificultou a vida do goleiro Júlio César. Para findar a pequena pressão santista, Neymar tabelou com Alan Patrick e deu uma bomba que explodiu no travessão e saiu.

Tite respondeu ao bom momento santista com as entradas de Willian e Morais nas vagas de Dentinho e Bruno César, surtindo efeito especialmente para o jogo, já que ambas as equipes passaram a atacar mais. Neymar era quem puxava o Santos para o ataque, enquanto o Corinthians tentava na base do toque de bola e cruzamentos para Liédson ou chutes de fora da área de Paulinho.

Visitante, o time santista voltou a tirar o fôlego da maioria no estádio aos 28 minutos quando Elano cobrou falta frontal ao gol de Júlio César. A bola passou por cima da barreira e muito próxima da trave direita do gol. Quando chegava, o Corinthians tentava de fora da área, com Willian e Morais, em chutes defendidos por Rafael.

A terceira bola na trave do jogo foi a primeira do Corinthians, aos 40 minutos, quando Luis Ramirez tocou boa bola para Liédson que bateu forte de esquerda. A bola explodiu na trave direita de Rafael e saiu.

Na base do abafa, o Corinthians ainda tentou o gol da vitória em chutes de fora da área, mas errou o alvo, decretando o resultado final de 0 a 0. Na Vila Belmiro, no próximo domingo, o título será de quem vencer a partida. Em caso de empate, a decisão será nos pênaltis.

Ficha técnica

Corinthians: Júlio César; Wallace (Luis Ramirez), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Bruno César (Morais); Jorge Henrique, Dentinho (Willian) e Liedson.
Técnico: Tite.

Santos: Rafael; Jonathan, Edu Dracena, Durval e Alex Sandro; Adriano, Danilo, Elano (Pará) e PH Ganso (Alan Patrick); Neymar e Zé Eduardo (Keirrison).
Técnico: Muricy Ramalho.

Local: Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, em São Paulo;
Data e hora: Dia 08 (domingo), às 16h;
Público: 34.547 (pagantes); 36.999 (total);
Renda: R$ 1.412.840,00;
Cartões amarelos: Wallace (COR), Danilo (SAN) e Neymar (SAN);
Árbitro: Cléber Wellington Abade;
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Fausto Augusto Viana Moretti;
Adicionais: Guilherme Ceretta de Lima e Aurélio Sant’Anna Martins;
Quarto árbitro: Robério Pereira Pires.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)