Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/12/2005 15:24

Com liberação por SP, abates de bovinos aumentam 68%

Fernanda Mathias / Campo Grande News

Com a liberação da entrada de carne com osso e animais em pé pelo governo paulista, em vigor desde 16 de novembro, os abates de bovinos recuperaram o fôlego perdido durante o mês de confirmação de febre aftosa, em outubro, e aumentaram em 68%, segundo relevam os dados da SFA (Superintendência Federal de Agricultura). Os números, porém, estão ainda aquém da média anual e do mesmo período do ano passado.

Em novembro último foram abatidos 243.047 bovinos em Mato Grosso do Sul, o segundo pior desempenho do ano, atrás apenas de outubro, quando o número de cabeças abatidas em frigoríficos com SIF (Serviço de Inspeção Federal) totalizou 144.683. No mês passado São Paulo voltou a receber produtos de Mato Grosso do Sul, após quase 40 dias de embargo por conta da ocorrência de febre aftosa em Eldorado e Japorã.

No comparativo com novembro do ano passado a queda foi de 4,3%, considerando 253.816 bovinos abatidos em novembro de 2004. A média mensal até setembro estava em 327 mil animais abatidos. No mês anterior à confirmação dos focos em Eldorado e Japorã (e este mês em Mundo Novo), foram registrados pela SFA 323.133 abates. A arroba estava na casa dos R$ 56,00 e chegou a cair a R$ 45,00.

A assessora econômica da Famasul (Federação Agricultura de Mato Grosso do Sul), Adriana Mascarenhas, afirma que o último levantamento de preços, feito hoje, mostrou na praça de Três Lagoas, uma das melhores por conta da proximidade com São Paulo, preço de R$ 46,00 por arroba pelo animal rastreado. No fim de novembro, após a liberação pelo mercado paulista, a arroba chegou a atingir R$ 53,00.

Os frigoríficos argumentam que estão com um estoque grande por conta do represamento gerado pela febre aftosa. Adriana diz que é difícil fazer qualquer prognóstico para o mercado bovino, considerando sua volatilidade. Neste período de fim de ano a perspectiva é que os preços aumentem em função do maior consumo de carne e do aumento das exportações pelo País, que ocorre tradicionalmente neste período.

O total de bovinos abatidos este ano no Estado é de 3,3 milhões. Os suínos também foram afetados pela crise da febre aftosa. Foram abatidos no mês anterior à doença 60.782 animais, já em outubro o número caiu a 53.658 e fechou novembro com 49.521. O total de suínos abatidos de janeiro a novembro é de 643.675.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)