Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/03/2012 18:11

Com dez, São Paulo vence o Santos

FPF

Num clássico emocionante, pela 14ª rodada do Paulistão Chevrolet 2012, na tarde deste domingo (18), no Morumbi, o São Paulo venceu o Santos por 3 a 2.

Com a vitória, o Tricolor assumiu a vice-liderança da competição, com 31 pontos, enquanto o Santos está na quarta posição, com 27.

Jogando em casa, o São Paulo começou a partida buscando mais o ataque. A primeira chance do Tricolor veio aos oito minutos, no arremate de fora da área de Lucas que passou por cima do travessão.

No minuto seguinte, o São Paulo abriu o placar. Casemiro avançou pelo meio e soltou uma bomba de fora da área. A bola desviou em Edu Dracena e enganou o goleiro santista, que nada pôde fazer para evitar o primeiro do Tricolor no Morumbi.

Com toques rápidos no ataque, o São Paulo ditava o ritmo da partida, e voltou a assustar o goleiro Rafael no cabeceio de Paulo Miranda que Fucile afastou. Aos 16, em nova cobrança de escanteio, Paulo Miranda se antecipou e cabeceou para grande defesa do arqueiro santista.

Numa bonita jogada do ataque tricolor, Luís Fabiano serviu Casemiro dentro da área e o volante ficou na boa para fazer o segundo, mas parou na grande intervenção de Rafael. Errando muitos passes, o Santos sofria com os sucessivos ataques são-paulinos. Num deles, aos 23, Lucas tocou da direita para Jadson, que fez o corta-luz para Cícero chegar batendo e acertar a rede pelo lado de fora.

A primeira chance do Peixe no jogo só veio aos 31 minutos. Após bate-rebate na área, Borges pegou de primeira e acertou o ângulo do goleiro Dênis, que voou e salvou o São Paulo. Depois, no contra-ataque, Jadson recebeu de Lucas e bateu por cima do gol.

O Santos voltou para o segundo tempo com Elano no lugar de Ibson. A mudança deu resultado e logo aos seis minutos, após cobrança de escanteio, Edu Dracena aproveitou vacilo de Dênis e empatou a partida para o Peixe. Em seguida, Rodrigo Caio fez falta dura em Neymar, levou o segundo amarelo e foi expulso, deixando o time da casa com dez jogadores em campo.

Precisando recompor a defesa, Leão colocou Piris na vaga de Jadson. Aos 12, Luís Fabiano recebeu em profundidade e tocou na saída de Rafael, mas a bola passou à direita do gol. Cinco minutos depois, Piris cruzou na área e Fucile quase fez contra, mas contou com a sorte e o desviou passou próximo da trave.

Aos 19, Lucas fez ótima jogada individual e tocou para Luís Fabiano, que driblou Rafael e foi derrubado pelo arqueiro santista. Na cobrança da penalidade, o próprio Luís Fabiano bateu com categoria para recolocar o Tricolor na frente do placar. Três minutos depois, Neymar balançou na frente da marcação e bateu no alto para brilhante defesa de Dênis.

Tentando buscar a igualdade, Muricy Ramalho tirou o lateral esquerdo Paulo Henrique e colocou o atacante Alan Kardec em seu lugar. Aos 32, Casemiro cochilou e perdeu a bola na defesa, Alan Kardec serviu Neymar dentro da área, ele fintou Dênis e tocou rasteiro para deixar tudo igual novamente no Morumbi.

Quando tudo se encaminhava para o empate, o time da casa conseguiu o gol da vitória. Aos 41, Casemiro deu ótimo lançamento para Lucas, que cruzou para Cortês acertar a trave. No rebote, a bola voltou para Lucas empurrar para as redes e fazer a alegria dos torcedores são-paulinos presentes no Morumbi.

O São Paulo visita o Mirassol na próxima rodada, enquanto o Santos recebe o Bragantino.

Ficha Técnica:

São Paulo 3 x 2 Santos

Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Assistentes: Alberto Poletto Masseira e Alex Alexandrino
Assistentes Adicionais: Luiz Flávio de Oliveira e Raphael Claus
Quarto árbitro: Adrino de Assis Miranda
Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo, Morumbi, em São Paulo
Data: 18 de março, às 16h

São Paulo: Dênis; Rodrigo Caio, Paulo Miranda, Rhodolfo e Cortez; Denílson, Casemiro, Cícero e Jadson (Piris); Lucas e Luis Fabiano (Edson Silva).
Técnico: Emerson Leão.

Santos: Rafael; Fucile, Edu Dracena, Durval e Paulo Henrique (Alan Kardec); Adriano (Felipe Anderson), Arouca, Ibson (Elano) e PH Ganso; Neymar e Borges.
Técnico: Muricy Ramalho.

Gols: Casemiro (SPO), aos 9’ 1T, Edu Dracena (SAN), aos 6’ 2T, Luís Fabiano (SPO), aos 19’ 2T (pênalti), Neymar (SAN), aos 32’ 2T, Lucas (SPO), aos 41’ 2T.

CA: Ibson, Adriano, Durval, Paulo Henrique, Rafael (SAN), Rodrigo Caio (SPO).

CV: Rodrigo Caio (SPO).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)