Cassilândia, Segunda-feira, 01 de Março de 2021

Últimas Notícias

05/12/2020 18:00

Com baixo nível do Rio Paraná, mais de 600 caminhões ‘encalham’ na fronteira

Câmara Paraguaia de Exportadores também denuncia problemas na alfândega brasileira

Midiamax
Fila de caminhões na fronteira entre Paraguai e Brasil. (Foto: Divulgação)Fila de caminhões na fronteira entre Paraguai e Brasil. (Foto: Divulgação)

Mais de 600 caminhões carregados de produtos agrícolas estão parados na fronteira entre Salto del Guairá, Canindeyú, e Guaíra, na divisa com Mundo Novo, no Mato Grosso do Sul. A denúncia é da Capeco (Câmara Paraguaia de Exportadores e Comercializadores de Cereais e Sementes Oleaginosas) do Paraguai.

Segundo o órgão, o congestionamento acontece devido alguns fatores, entre eles a baixa vazão do Rio Paraná, próximo à cidade de Salto Guairá , que limita a saída das balsas para o trânsito de soja, milho e outros produtos agrícolas paraguaios com destino ao Brasil.

Além disso, conforme o diretor-executivo da Capeco, Hugo Pastore, a alfândega do Mundo Novo, em Mato Grosso do Sul, alternativa para a saída da mercadoria em caso de baixa do Rio Paraná, não possui pessoal suficiente para agilizar à passagem de caminhões paraguaios.

A preocupação, de acordo com Pastore, não é apenas com o volume de produtos a serem exportados, mas com os motoristas que estão no local há várias semanas sem ter uma resposta para suas necessidades, com seus caminhões nas bermas das estradas.

“Acho que muito além da passagem de mercadorias, é uma questão humanitária com pessoas que há muito esperam resolver este problema”, lamentou, o empresário, ressaltando que o Brasil é o segundo maior mercado para a soja paraguaia nesta safra e o principal destino das exportações de milho e trigo.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 01 de Março de 2021
07:06
Campo Grande
Domingo, 28 de Fevereiro de 2021
Sábado, 27 de Fevereiro de 2021
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)