Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/04/2014 13:08

Com 10 mil reais, cassilandense compra container e abre lanchonete

Bruna Girotto
Ele é filho de Raul Rezende, da antiga Casa Imperial (Foto: Campo Grande News)Ele é filho de Raul Rezende, da antiga Casa Imperial (Foto: Campo Grande News)

Os salgados a R$ 1,00 viraram mania na cidade, principalmente nos bairros, que usam o preço como maior atração. Mas no Tiradentes, além do valor, os donos da “Rota do Salgado” também aproveitaram outra moda do momento, o uso de container, para abrir a pequena lanchonete.

Na avenida Marques de Lavradio, 473, o quintal da casa do comerciante Jerson Rezende, de 59 anos, era vasto, cerca de cinco mil metros quadrados. Ali, ele enxergou o ponto ideal para tentar mais uma vez no mesmo ramo, já que no antigo, no centro da cidade, os planos não deram certo.

O usado pela lanchonete veio de Santos, litoral paulista. Toda a transação foi pela internet. No total, foram gastos dez mil reais na compra e entrega. Uma sobrinha do casal, que é arquiteta, deu auxílio aos dois no projeto de instalação, acabamentos e para as partes elétrica e hidráulica.

A ideia inicial de Jerson e da esposa Laura Regina, de 52 anos, era comprar um trailer, mas depois de muito pesquisar na internet, ele acabou encontrando sugestões de construções usando containers. Toda a adequação para se transformar em uma lanchonete custou mais 6 mil reais e o processo durou apenas 3 meses, desde a aquisição. “Saiu mais barato do que construir com tijolo e cimento”, comenta Laura.

O lugar é simples, mas uma graça, bem cuidado, com a vibração do vermelho e do amarelo. Não houve muita complicação no uso do container. A obra se resumiu a uma grande abertura lateral, na horizontal, para uma ampla janela de vidro. Depois, vieram as pinturas externa e interna e mobiliário planejado. Para ampliar o espaço, eles optaram por uma varanda aberta, também com estrutura metálica e em branco.

Para a clientela, tem esfiha, enroladinho, de massa fresca e leve, além de chipa, Sopa Paraguaia, coxinha feita com massa de mandioca, entre outros salgados populares produzidos pelo casal.

Na vizinhança, a padaria que já existia, também teve que entrar na “onda” do R$ 1,00 para não perder cliente. Em um cartaz em frente à concorrência, que fica do outro lado da rua, é anunciada a venda de 4 mini salgados pelo mesmo preço, e um copo de suco de laranja acompanhando.

Segundo Jerson, ter aberto uma lanchonete na frente da padaria não foi problema, pois os salgados são diferentes, e até ele é cliente do outro comércio. “O sol é pra todos, dá pra todo mundo trabalhar”.

A lanchonete fica aberta das 7 horas ao meio-dia. Volta a funcionar a partir das 13h30, e fecha às 19h30.

Boa dia , achei muito boa ideia principalmente porque ficou bonito e o material do container é mais seguro o que é um ponto positivo comparado ao material do trailler tradicional , estou pensando em abrir uma lanchonete e necessitava informações sobre os fornecedores de containers e dicas construtivas deste projeto , se poder enviar agradeço , abraço. Renato
 
Renato correia lacerda em 20/06/2015 17:29:35
Parabéns ao casal, pelo empreendimento!
 
Eule José de Oliveira em 05/04/2014 08:23:55
O Jerson a gente conhece dos tempos de Cassilandia. Boa gente. Seu novo empreendimento fica aqui perto de casa e tem provocado comentários elogiosos do pessoal da região. Qualquer dias desse vou lá saborear seus salgadinhos. Sucesso.
 
manoel afonso em 04/04/2014 13:36:05
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)