Cassilândia, Domingo, 21 de Janeiro de 2018

Últimas Notícias

24/06/2016 09:13

Colheita de milho safrinha avança e derruba preço do grão em 24%

Renata Volpe Haddad, Campo Grande News

Com a colheita do milho avançando em Mato Grosso do Sul e aumentando a disponibilidade no mercado interno, os preços do grão caíram 24% no início do mês, atingindo R$ 36,56 a saca.

Em maio, o preço do grão havia subido 170%, passando de R$ 17,57 para R$ 46,63, devido a demanda interna e externa.

Segundo o Informativo Casa Rural, elaborado pelo Departamento Econômico da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), o recuo do dólar também ajudou na queda do preço do milho.

O analista econômico da instituição, Luiz Gama, explica que a redução é a variação cambial do período de junho. "Do começo do mês até esta semana, o dólar recuou 6,2%, atingindo R$ 3,39, considerando que o câmbio é uma das principais variáveis na formação do preço interno".

De acordo com os dados da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de MS), até o momento, a colheita de milho no Estado avançou 6%, ou seja, alcançando 88,6 mil hectares do 1,74 milhão de hectares previstos para a atual temporada.

Apesar da queda em junho, o valor do milho contabiliza uma alta nominal de 145% em comparação a junho de 2015, período em que a commodity era vendida a R$ 17 a saca.

Para Gama, essa alta também é explicada pelo dólar, entretanto no sentido inverso, considerando que a moeda americana hoje vale mais que no ano passado, trazendo competitividade ao produto no mercado internacional.

Com isso, em 2016 houve um forte crescimento nas exportações do setor. "Entre janeiro e maio deste ano, os embarques internacionais do setor atingiram 1,2 milhão de toneladas, contra 371 mil toneladas vendidas no mesmo período do ano passado, o que representa um crescimento de 229%", salienta.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 21 de Janeiro de 2018
Sábado, 20 de Janeiro de 2018
07:45
Uma cidade que cuida de sua história
Sexta, 19 de Janeiro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)