Cassilândia, Sexta-feira, 30 de Outubro de 2020

Últimas Notícias

07/07/2020 07:40

Colapso na Saúde do MT traz pacientes da covid-19 para leitos privados de MS

Por Tainá Jara , Campo Grande News

 

O sistema público de Saúde de Mato Grosso ainda comporta os pacientes graves de covid-19, mas a rede particular já recorre aos leitos sul-mato-grossenses para dar conta do tratamento. São 9 pacientes que tiveram de ser deslocados para tratamento em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a SES (Secretaria Estadual de Saúde), 11 pacientes de outros estados ocupam leitos hospitalares em Mato Grosso do Sul, o que representa cerca de 5% dos leitos ocupados por contaminados pelo novo coronavírus. A maioria das internações é de mato-grossenses.

No Proncor de Campo Grande, há sete pacientes de internados, sendo seis de Mato Grosso, ocupando leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Um é de São Paulo, que está em leito clínico.

A administração da unidade confirmou as transferências por falta de vaga, porém, explicou que os pacientes de MT vieram transferidos via NIR (Núcleo Interno de Regulação de Vagas). Já o paciente de SP foi atendido por livre demanda.

No Hospital Militar, na Capital, há dois pacientes de MT internados (Foto: Arquivo/Kisie Ainoã)
Há ainda dois pacientes de Mato Grosso do Hospital Militar, também na Capital. Um ocupa leito clínico e outro UTI. A unidade, no entanto, não informou se os doentes vieram transferidos ou adoeceram enquanto estavam em MS e tiveram de ser internados. Há também paciente do estado vizinho ocupante leito crítico no Hospital da Unimed.

Apenas um paciente de fora ocupa leito público no Estado. Trata-se de morador de Rondônia, internado na UTI do HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul). Maior hospital do estado, até esta segunda-feira, a unidade contavam com 90,4% dos leitos críticos ocupados e já funciona com auxílio de um hospital de retaguarda, instalado na área externa.

Em nota, a Secretaria de Saúde de MT confirmou que ainda não realizou transferência de pacientes do SUS para outros estados, porém, frisou que, caso exista uma vaga e seja viável o deslocamento do paciente, considerando o quadro clínico individual, a mudança será feita. - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 29 de Outubro de 2020
Quarta, 28 de Outubro de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)