Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

03/12/2004 14:52

Código de conduta no turismo é tema de debate

Eduardo Mamcasz / ABr

O código de conduta no turismo é o principal tema em discussão, hoje, no terceiro dia do Fórum Mundial do Turismo para a Paz e Desenvolvimento Sustentável. Na parte chamada de "governança", continuam as discussões dos secretários estaduais, da diretoria do Conselho Nacional do Turismo e também da Organização Mundial do Turismo.

Na Faculdade de Medicina da Bahia, no Terreiro de Jesus, onde se realiza o Seminário Turismo Sustentável e Infância, Ana Paula Felizardo informou os passos que já foram dados em Natal para a implantação do código de conduta no turismo contra a exploração sexual de crianças e adolescentes no setor turístico. Mais de 30 empresas já estão participando do processo de forma voluntária.

"O código não é lei", lembrou Felizardo. "Por isso, achamos fundamental que não houvesse qualquer ação partidária, embora seja política, a fim de evitar a famosa fogueira das vaidades", disse ele.

Em Natal, um dos mais importantes pontos turísticos do Brasil, a campanha contra o "turismo sexual" começou pelos aeroportos, passou para os taxistas, os "bugueiros" que transportam turistas nas dunas, e agora está chegando à rodoviária. O setor turístico é responsável por 120 mil empregos, diretos ou indiretos.

No mesmo seminário, foi muito aplaudida a representante do Peru, Verushka Vilacencio,
que mostrou o trabalho feito em cima do cliente que explora comercialmente as crianças e as adolescentes. Ela coordenou uma pesquisa que permitiu a aprovação de uma lei, condenando a até seis anos de cadeia, tanto o cliente quanto quem facilite a exploração. No final, apresentou um vídeo de dois minutos, também muito aplaudido.

"O Macho" é o nome do vídeo. Começa mostrando um pai de família que parece exemplar, beijando as duas filhas antes de dormir. Ao fundo, a fala, em espanhol: "Ele parece um pai, mas compra sexo e elas têm a mesma idade de suas filhas. Este homem não merece ter filhas. Não é um macho. Merece cadeia".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)