Cassilândia, Domingo, 30 de Abril de 2017

Últimas Notícias

10/03/2005 13:52

Codesul vai ao STF para pedir ressarcimento

Fernanda Mathias / Campo Grande News

Os governadores Roberto Requião (PR), Zeca do PT (MS), Germano Rigotto (RS) e Luiz Henrique (SC), aprovaram, dentro do Codesul (Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul), o ajuizamento de ação no STF (Supremo Tribunal Federal) para garantir o ressarcimento das perdas provocadas pela Lei Kandir.
Durante a solenidade de posse do governador Requião na presidência do Codesul, em Curitiba (PR) os governadores analisaram que a desoneração das exportações, embora estimule o comércio externo, tem estrangulado as receitas dos Estados. Os quatro estados do Sul respondem por 25% das exportações brasileiras. O Rio Grande do Sul por exemplo perde algo em torno de R$ 1 bilhão por ano, segundo o governador Germano Rigotto.
Os governadores reclamaram do não cumprimento do acordo firmado com o governo federal que previa a constituição de um fundo para compensar os estados com operações externas isentas de ICMS. Mato Grosso do Sul, por exemplo, perdeu cerca de R$ 222 milhões no período de junho de 2003 a junho 2004 e só deve receber este ano R$ 69 milhões, ou seja, 31%.
Para compensar parte das perdas causadas pela Lei Kandir foi criado um Fundo de Compensação com recursos previstos para 2004 da ordem de R$ 8,5 bilhões. Mas o volume dos recursos foi reduzido a menos da metade, R$ 4 bilhões. Além disso, outra medida que o governo federal pretende adotar tem descontentado os governos.
Os Estados não aceitaram a proposta que o governo federal pretende encaminhar para o Congresso este mês, prevendo ressarcir o exportador ao invés dos governos pela desoneração do ICMS, prevista pela Lei Kandir.
O superintendente de Administração Tributária da Secretaria de Receita e Controle de Mato Grosso do Sul, Gladiston Amorim, ressalta que a mudança causaria impacto no equilíbrio fiscal dos governos, uma vez que o fundo para ressarcimento deve ser composto da receita de ICMS.
Criada em 1997, a Lei Kandir desonera produtos primários destinados à exportação, medida que fez reduzir de forma drástica a arrecadação dos Estados exportadores de grãos e acabou inviabilizando a indústria de transformação do Codesul, conforme argumentou o governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto. “O Brasil se transformou em um grande exportador de matéria prima, viabilizando a indústria dos países desenvolvidos e acabando com nossa incipiente indústria de transformação”, disse. Atinge especialmente estados exportadores de produtos primários, como é o caso de Mato Grosso do Sul, que tem a soja como carro chefe na balança.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)