Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

21/04/2005 13:48

CNBB: Comunicação do no Papa será diferente

Érica Santana / Campo Grande News

O presidente interino da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Dom Antônio Celso de Queirós, afirma que a comunicação será a principal diferença entre o papa Bento XVI e João Paulo II. Dom Antônio participou do programa Diálogo Brasil desta quarta-feira (20). O programa exibido em rede pública de televisão discutiu questões relacionadas aos rumos da fé no mundo.

"Ele vai ser muito distinto de João Paulo II no modo de se comunicar. João Paulo era um comunicador, foi um papa que saiu pelo mundo, que encontrou essa explosão da comunicação através da grande mídia. Mais do que falar, o papa João Paulo II sabia gesticular diante da mídia. Eu espero que o papa Bento XVI também desenvolva uma marca positiva", disse Dom Antônio.

Ao falar sobre o posicionamento de Bento XVI frente a questões científicas ou polêmicas, o bispo da CNBB lembrou que "qualquer que fosse o cardeal eleito, ele seria contra o aborto". Em uma de suas declarações, o então cardeal Joseph Ratzinger, disse que "os cristão devem ser contra decisões judiciais e leis que autorizem o aborto e a eutanásia, considerados pecados graves".

Para o padre José Oscar Beozzo, coordenador geral do Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e educação Popular (CESEP), a igreja deve adotar outro posicionamento diante desses temas. "A Igreja Católica pode participar de campanhas de conscientização desde que não faça propaganda do uso de camisinhas", disse.

O economista da Fundação Getúlio Vargas, Marcelo Néri, acredita que a posição da Igreja Católica diante das questões femininas tem afastado as mulheres. "Eu acho que a igreja precisa ser mais matriarcal. Ela é ainda muito patriarcal. A religião é algo extremamente feminino e essa abertura é fundamental, porque a igreja tem que ser mãe".

Na opinião do padre Beozzo, a proibição de que mulheres também se tornem padres desafia o Vaticano. "Há uma crise dos ministérios na igreja católica. O impedimento de mulheres no ministério é um dos problemas que nos teremos que enfrentar nesse pontificado ou no seguinte. A maioria dos discursos celebrados nos finais de semana são feitos sem homens, mas com a presença de mulheres".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)