Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/07/2005 15:09

CNA/CEPEA:Estima de queda no PIB da agircultura

Famasul Notícias

Estudo da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP) mostra que o Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuária, em 2005, será de R$ 148,94 bilhões, valor 7,3% menor que os R$ 160,65 bilhões do ano passado. O cálculo levou em consideração os resultados do setor acumulados entre janeiro e abril, permitindo fazer uma estimativa para o acumulado de todo o ano.



Isoladamente, a atividade da agricultura apresenta os piores resultados, devendo encerrar 2005 com um PIB de R$ 83,65 bilhões, 12,3% menor que os R$ 95,43 bilhões do ano passado. A pecuária fechará 2005 com um PIB de R$ 65,29 bilhões, resultado praticamente estagnado em relação ao do ano passado, quando o segmento registrou PIB de R$ 65,22 bilhões. O conjunto do agronegócio, que envolve também os segmentos de insumos, indústria e distribuição, tem PIB estimado em R$ 535,09 bilhões para 2005, com alta de 0,2% em relação aos R$ 533,98 bilhões do ano passado.



Esse resultado se deve aos resultados da indústria de transformação, que apresentou crescimento no primeiro quadrimestre. Mas a expectativa é de que, nos próximos levantamentos, seja observado queda do PIB do conjunto de todo o agronegócio.



Perdas na produção foram um dos fatores que levaram à crise na agricultura. Conforme a mais recente estimativa de safra da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a agricultura brasileira deixou de colher 19,5 milhões de toneladas de grãos, em relação às estimativas iniciais, do ano passado. Também houve queda dos preços pagos por muitas commodities. Ao final, o produtor rural acumulou os prejuízos da perda de colheita e da redução dos preços na comercialização.



Dados do faturamento da agropecuária, medidos por meio do conceito de Valor Bruto da Produção (VBP) comprovam, mais uma vez, a crise do setor.

► o VBP dos 25 produtos do setor é estimado em R$ 167 bilhões para 2005, o que representa queda de 14,6% em relação aos R$ 195,7 bilhões do ano passado.

►o VBP da soja deverá ser de R$ 24,9 bilhões, 39,5% menor que os R$ 41,2 bilhões do ano passado. Isso se deve à queda dos preços médios de comercialização. Em junho de 2004, o produtor recebia R$ 830 pela tonelada de soja. Em junho deste ano, a mesma tonelada vale apenas R$ 500.

Essa crise mostra seus reflexos nos índices de inflação:

►o Índice Geral de Preços ao Consumidor (IPC) calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) da primeira quadrissemana de julho apresenta deflação de 0,13%. Tal queda foi forçada pela redução dos preços da alimentação, grupo que, sozinho, apresentou retração de preços na ordem de 1,43% no período.

Em médio prazo, esse cenário representa ameaça à política de estabilidade, pois certamente haverá queda de produção. Os preços dos alimentos, pagos pelo consumidor nas grandes cidades, neste momento estão em queda. Essa tendência, que tem sido interpretada como uma boa notícia, na verdade revela a crise enfrentada pela agropecuária, podendo refletir-se em redução da produção, queda de oferta e alta dos preços dos alimentos em médio prazo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)