Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/07/2008 14:39

CNA celebra nesta segunda-feira o Dia do Agricultor

Jorge Franco com informações da assessoria

A CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil) está celebrando nesta segunda-feira (dia 28) o Dia do Agricultor.

Apesar dos problemas que o agricultor tem enfrentado, como alta dos insumos e dificuldades de acesso ao crédito rural, o 1º vice-presidente da CNA, Renato Simplício, acredita há motivos para celebrar a data porque os agricultores têm papel importante na sociedade como produtores de alimentos e de biocombustíveis.

Para ele, o dia é uma oportunidade para exigir do Governo medidas que proporcionem condições necessárias para que o agricultor exerça sua atividade com mais tranqüilidade. "Os produtores rurais têm problemas de toda natureza, mas a sociedade não se alimentaria sem eles e precisa ter consciência disso", enfatiza.

Para dar mais segurança à atividade rural, Renato Simplício defende medidas para conter a alta dos insumos, principalmente dos fertilizantes. Ele enfatiza que, no curto prazo, é necessária a eliminação da cobrança de 25% do AFRMM (Adicional de Frete para Renovação da Marinha Mercante), incidida sobre as mercadorias importadas.

O Brasil importa mais da metade das matérias-primas usadas na fabricação de insumos. O 1º vice-presidente da CNA frisa ainda a exploração de jazidas de substâncias que compõem os fertilizantes, como nitrogenados, fósforo e potássio. "Com a demanda mundial por alimentos crescendo, aumenta a demanda por fertilizantes. Se não forem tomadas providências, teremos problemas sérios", alerta.

Simplício também reivindica mais facilidade de acesso ao crédito para custeio e comercialização da safra, com taxas de juros e prazos compatíveis com a atividade. Quanto à questão climática, ele avalia que a implantação de um seguro rural seria a medida mais adequada para assegurar rentabilidade ao produtor diante de prejuízos na safra. "Os problemas climáticos independem das pessoas. Não temos como evitar", enfatiza.

O 1º vice-presidente da CNA também é a favor da criação de um mecanismo que assegure a comercialização dos produtos que saem de "dentro da porteira da fazenda". Também é a favor de outros mecanismos de renda mínima, diante da oscilação de preços dos produtos em razão do comportamento do mercado. Ele também aconselha os produtores a se mobilizarem junto às entidades de classe para cobrar providências para reduzir os riscos da atividade rural.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)