Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/02/2008 14:12

Clima provoca aumento no preço do feijão

Em entrevista agora há pouco para a Agência Brasil, o analista de mercado da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), João Figueiredo Ruas, alertou que os consumidores terão que reduzir o consumo de feijão carioca este ano - item da cesta básica -, se quiserem economizar. Segundo ele, o clima foi o vilão que causou o aumento do preço do produto.

O analista explicou que a safra de feijão 2006/2007 foi muito grande e o preço do produto caiu no mercado e então os produtores optaram pelo milho e a soja para a safra de 2007/2008. Mas o clima irregular, com escassez de chuvas nas principais regiões feijoeiras - Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Bahia -, fez com que a primeira safra 2007/2008 fosse comprometida. "Mesmo com o mercado escasso houve uma alta no consumo por causa do aumento do salário mínimo, da economia aquecida e da inflação baixa. Mas mesmo assim alguns produtores não quiseram se arriscar e continuaram a plantar outros grãos. Esse ano vamos ter a menor área de feijão plantada", disse.

Uma saca de feijão preto, com 60 quilos, custava no ano passado entre R$ 30 e R$ 35, hoje está avaliada em R$ 130, em média. O feijão carioca, o mais consumido na Região Sul e Sudeste, tem o preço ainda mais alto, em média varia de R$ 180 a R$ 235, segundo João Ruas. De acordo com o analista da Conab, o país não tem de onde importar o feijão carioca, porque quem produz consome.


Jorge Franco - Midiamax

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)