Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/07/2016 14:00

Cientistas trabalham em vacinas contra drogas

EPharma Notícias

Cientistas finalmente começam a desenvolver vacinas acessíveis contra substâncias que causam dependência. Testes preliminares com humanos mostram a ação efetiva de agentes químicos contra a cocaína. Exames com heroína também avançam nos laboratórios. E uma potencial vacina para combater a dependência de anfetamina tem se mostrado promissora em roedores. No entanto, as pesquisas ainda estão no começo. Ainda não temos uma vacina que tenha se mostrado eficaz para combater as drogas em estudos de grande escala com seres humanos.

No Brasil, cerca de 28 milhões de pessoas têm algum familiar que é dependente químico, de acordo com o Levantamento Nacional de Famílias dos Dependentes Químicos, feito pela Unifesp. Os pesquisadores estimam que 5,7% dos brasileiros sejam dependentes de drogas, um índice que representa mais de 8 milhões de pessoas.

Não é nada fácil lidar com a dependência química. O primeiro passo, em geral, é a desintoxicação, em que a pessoa se abstém do uso até que a substância seja eliminada do corpo. Depois dessa etapa, passam semanas ou meses na reabilitação em regime de internato. A força de vontade e a motivação para não voltar a consumir drogas fazem a diferença.

No entanto, as recaídas têm taxas bastante elevadas. No Brasil, estimam em torno de 60% as recaídas para os dependentes de cocaína, heroína e anfetamina, mas o mais importante instituto do mundo ocidental, sediado em Paris, traz taxas de recaída assustadoras - em torno de 95%. Talvez a saída esteja nas vacinas, nos laboratórios e na indústria farmacêutica ávida por lucros. É difícil crer que a porta de saída das drogas seja aberta pelos governantes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)