Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

04/09/2007 14:12

Ciência prova: eles buscam belas; elas, ricos

O que você procura em um parceiro amoroso? Inteligência, simpatia, educação? Nada disso. Pode aposentar esse papo. Um estudo revela que apesar de nos acharmos muito evoluídos, os seres humanos se comportam exatamente como o estereótipo na hora de escolher um companheiro. Para os homens, o que importa, no fundo, é mesmo a beleza. Para as mulheres, o compromisso.



A pesquisa revela que nosso discurso é bem diferente da prática. Embora afirmemos procurar certas características em um parceiro, na verdade, as decisões são tomadas por outros parâmetros. O rapaz pode falar que escolheu a namorada pela personalidade e inteligência, mas é mais provável que ele simplesmente a tenha achado bonita. Já a moça, encontrou no companheiro alguém em que ela pudesse confiar e com quem pudesse se comprometer.

As mulheres são, de longe, mais seletivas e seus padrões de escolha são observados na evolução da maioria dos mamíferos. Ao longo da história, machos procuram fêmeas belas que os aceitem; enquanto fêmeas estão dispostas a deixar a beleza de lado para encontrar um bom pai para seus filhotes.



A equipe liderada por Peter Todd, da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, analisou 26 homens e 21 mulheres durante encontros amorosos rápidos (de três a cinco minutos) oferecidos por uma empresa alemã. Antes de ver seus pares, os participantes responderam questionários onde fizeram uma auto-avaliação e contaram como seria o parceiro ideal. Depois, os cientistas compararam essas respostas com os casais que se formaram.



Antes do encontro, a maioria afirmou que procurava um parceiro semelhante a si mesmo, em termos de beleza, compromisso e status financeiro. Na hora dos encontros, no entanto, todos seguiram o previsto. Homens manifestaram interesse nas mais belas e mulheres, nos mais estáveis financeiramente. Não é politicamente correto, mas é a verdade. Além disso, em média, eles se diziam interessados em metade das mulheres do grupo, enquanto elas só gostaram de um terço deles –- o que, mais uma vez, mostra que elas são mais rigorosas na seleção.

O estudo foi publicado na edição desta semana da revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos, a “PNAS”.



G1

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)