Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/06/2016 12:15

Cidade tem acessos bloqueados e polícia caça suspeitos de matar policial

Campo Grande News

A Justiça decretou a prisão dos suspeitos de envolvimento na execução do policial civil Aquiles Chiquin Júnior, ocorrida na noite de terça-feira (14) em Paranhos, a 469 km de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai. Conforme o Campo Grande News havia antecipado no dia seguinte, o agente foi morto por vingança e o crime está relacionado a chacina ocorrida em outubro do ano passado no município.

Ninguém da polícia fornece informações sobre o andamento das investigações e nem quantos pedidos de prisões foram feitos à justiça. Mas, como o assassinato de Aquiles Chiquin Júnior está relacionado com a chacina de outubro, entre os que tiveram as prisões decretadas estaria o chefe do grupo, conhecido como Zacarias, e o filho dele, que na época teve uma das pernas amputadas.

Na chacina ocorrida no dia 19 de outubro do ano passado, cinco pessoas morreram, entre elas o filho mais velho de Zacarias. Oito homens que fazem parte de uma quadrilha que atua na região de fronteira estavam em uma padaria no centro de Paranhos, quando os rivais chegaram em uma caminhonete e dispararam mais de 100 tiros.

Consta que o irmão de Aquiles Chiquin Júnior faz parte da quadrilha que praticou a chacina. Por conta disso, o bando de Zacarias teria decidido se vingar na mesma moeda, ou seja, matando o irmão do desafeto.

O policial civil foi morto com tiros de fuzil calibre 5.56, quando fazia exercício de musculação em uma academia no centro de Paranhos. Foram feitos 26 disparos e quatro pessoas acabaram sendo feridas por estilhaços.

A Polícia Civil não informa onde está o irmão de Aquiles Chiquin Júnior e nem se ele já foi ouvido. Dez equipes formadas por policiais de delegacias do interior e da Capital estão desde o dia seguinte a execução trabalhando na investigação.

A Prefeitura de Paranhos, usando retroescavadeiras, bloqueou várias vias de acesso à cidade paraguaia de Ypejhu e a única entrada liberada na cidade está sendo vigiada por policiais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)