Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/11/2007 12:46

Chuva volta a alagar casas em Campo Grande

Nadyenka Castro e Aline Queiroz/Campo Grande News
Abigail foi retirada de barco de casa Daniel PereiraAbigail foi retirada de barco de casa Daniel Pereira

A chuva que começou a cair na madrugada deste domingo (11 de novembro) em Campo Grande obrigou 15 famílias da Vila Popular, bairro na saída para Aquidauana, a saírem de casa. As residências ficaram alagadas. A Prefeitura presta assistência.

As casas começaram a ser inundadas ainda de madrugada, quando chovia forte desde cerca de 2h. “Eram 2h40 quando a água começou a subir e levamos algumas coisas para casa da minha filha”, disse o aposentado Leopoldino Colman, 77 anos.

Esta é a segunda vez que ele perde móveis e alimentos por conta do excesso de chuvas. “Sei que é coisa da natureza, mas ninguém recupera o que foi perdido. Da outra vez perdi minha geladeira. Comprei outra que ainda estou pagando e que molhou hoje”. Na casa dele, a água quase ficou sobre as camas.

A auxiliar de produção Selma Ferreira dos Santos, 36 anos, também perdeu móveis e alimentos. “Fiz compra semana passada. Tinha muita coisa”. Ela conta que a água ficou “no meio da canela”. “Fechei a casa e saí”.

Quem não quis sair de casa foi a aposentada Abigail Soares Castro, 74 anos. Ela não acreditou que a residência fosse ser inundada e depois que a água subiu teve que ser retirada de barco.

A situação destes moradores é a mesma que já viveram 800 famílias que moravam na região e foram removidas. Através do projeto Imbirussu-Serradinho, elas ganharam residências novas. Na região passa o córrego que dá nome ao projeto. As 15 famílias que tiveram as casas alagadas hoje foram as que não quiseram deixar as casas anteriormente, de acordo com a secretária de Assistência Social, Ilza Matheus.

Segundo o prefeito Nelson Trad Filho, o Ministério das Cidades deve liberar mais recursos para conclusão do Imbirussu-Serradinho ainda esse mês.

A secretária de Assistência Social disse que as famílias estão recebendo lanches e caso a água não baixe, serão levadas para a Escola Municipal Frederico Soares, que já serviu de abrigo outras vezes. Muitas se recusam a ir para a escola e se concentram nas ruas que não foram alagadas.

Além de alagar casas, a chuva derrubou árvores e encheu córregos em Campo Grane, repetindo problemas de temporais anteriores. Na cidade, a prefeitura mantém obras em 17 frentes, como ao longo do leito de córregos e na Rua Ceará, para tentar acabar com problemas de drenagem que facilitam alagamentos.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)