Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/02/2004 09:54

Chuva interrompe decisão do Brasil Open

Agência Brasil

A forte chuva que caiu sobre a Costa do Sauípe, na Bahia, prejudicou a final do Brasil Open de 2004. No momento da paralisação, Gustavo Kuerten vencia o argentino Agustín Calleri por 3/6 6/2 1/0. A partida será completada neste domingo, às 15 horas.

O mau tempo se instalou na Bahia desde o início da noite e chegou a atrapalhar a realização da decisão de duplas, levando-a para a quadra 1. Na final de simples, a chuva começou no meio do segundo set e foi aumentando ao longo de toda a parcial.

No primeiro set, Calleri foi quem se saiu melhor. Com uma incrível combinação de velocidade e potência, não demorou a tomar conta do jogo. Depois de perder dois pontos no primeiro game, quebrou o saque de Kuerten com bolas profundas e deu início a uma seqüência de pontos nos games de saque.

Ao todo, venceu 17 disputas seguidas com o serviço e poderia definir o primeiro set com maior facilidade, caso não tivesse desperdiçado quatro break points no sexto game. No final, voltou a utilizar sua maior arma para fechar o set por 6/3.

Quando o título parecia fadado a acabar em mãos do argentino, Kuerten demonstrou novamente a habitual raça e começou a entrar mais em jogo. Pela primeira vez desde o primeiro game, venceu dois pontos no saque de Calleri e aumentou a pressão sobre o rival.

No quarto game, a ajuda veio do céu. Com Calleri no serviço, uma garoa fina se instalou na quadra central e tirou o argentino de jogo. Embora tenha confirmado o serviço mais uma vez, o número 21 do mundo passou a cometer sucessivos erros e viu Guga se encher de confiança. Não se importando com o mau tempo e empurrado pela torcida, o catarinense adquiriu confiança e obteve a primeira quebra no sexto game.

Reclamando muito sobre a situação da quadra com o árbitro de cadeira e com o supervisor da ATP, Paulo Pereira, Calleri continuou com um verdadeiro show de erros e cedeu quase de graça nova quebra a Kuerten no oitavo game, o que lhe valeu a derrota por 6/2 na parcial.

No terceiro set, Guga havia acabado de marcar 1/0 quando Calleri solicitou atendimento médico. No intervalo, o argentino voltou a reclamar com Pereira, que decidiu pela suspensão da partida.

As informações são da Confederação Brasileira de Tênis.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)