Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

28/11/2006 09:25

Chuva deixa rastro de destruição em porto de Corumbá

Rosana Nunes/Corumbaonline

Uma forte chuva, na noite desta segunda-feira, deixou rastro de destruição no Porto Geral de Corumbá. Segundo o serviço de meteorologia do Destacamento de Proteção ao Vôo da FAB, foram 40 minutos de temporal, com registro de 46,8 milímetros de chuva. Foi o suficiente para provocar um deslizamento de terra e entulho de construções na ladeira Cunha e Cruz esquina com a rua Manoel Cavassa, na orla portuária. A enxurrada desceu pela rua Antônio João, no chamado “Buracão”, seguiu pela ladeira, derrubando a parede de um antigo imóvel até a prainha do Porto.

A família de Oscar Ramires, 23 anos, teve de sair às pressas da casa onde vive. Moradores há 20 anos no local, ele, os irmãos e a mãe, trabalham para uma empresa de turismo e cuidam do antigo prédio, onde ficam guardados barcos de alumínio. “Toda chuva é um sacrifício. Mas o volume de água que desceu por aqui ontem, eu nunca vi. Começou a chuva, saímos de casa e questão de 15 minutos, veio tudo abaixo. Pelo menos três barcos da empresa foram soterrados. Nós também perdemos algumas coisas. Não teve como fazer nada”, contou ao Corumbá On Line o auxiliar de cozinha, ao lembrar que o problema se arrasta desde a década de 1990.

Esta manhã, o coordenador da Defesa Civil do município, capitão bombeiro Fábio Catarinelli e uma equipe da Secretaria de Infra-Estrutura e Habitação estiveram no local, avaliando os estragos. “Estamos verificando se há risco de novos deslizamentos para orientar os moradores e tomar as medidas necessárias”, disse o capitão. Segundo ele, a Defesa Civil está em alerta desde outubro e tem um plano de contingência, que reúne vários órgãos, para atuar em diversas situações. O coordenador ainda ressaltou que a Prefeitura busca recursos internacionais da ordem de US$ 12 milhões para construir novas moradias para 276 famílias que vivem em áreas de risco e realizar obras de intervenção nas encostas. “O projeto está bem adiantado e é feito em parceria com o Governo do Estado. O custo das obras é muito alto”, frisou.

Segundo engenheiros da Seinfra, vão ser necessários pelo menos dois dias de trabalho para retirar todo o entulho da orla. Serão utilizados pelo menos duas máquinas e três caminhões.

Delegacia

A Delegacia de Polícia Civil de Corumbá também foi inundada pela água da forte chuva. É a terceira vez em pouco mais de três anos, desde a queda de um muro, nos fundos do prédio. Com a força da água, a galeria existente no local, não suportou a vazão e transbordou. A enxurrada invadiu o prédio do 1º Distrito Policial e os agentes e delegado plantonistas tiveram de agir rápido para evitar que documentos, computadores e outros materiais fossem destruídos.

A equipe passou a madrugada escoando a água. Até mesmo o registro de boletins de ocorrências teve de ser suspenso, porque toda a fiação, que é subterrânea, ficou inundada. A situação só foi resolvida no começo da manhã desta terça-feira e o atendimento foi retomado.

A Secretaria de Segurança Pública já foi informada, várias vezes, do problema, mas até agora, não tomou nenhuma medida. "É uma situação difícil, porque a cada chuva temos que torcer para que não ocorra nova inundação. O temporal de ontem chegou a nos assustar, tamanha a força da água. Ainda bem que conseguimos evitar que documentos se perdessem", comentou ao Corumbá On Line o delegado titular do 1º Distrito Policial, Valmir Messias de Moura Fé.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)