Cassilândia, Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

01/11/2017 09:40

China estuda adotar penas de 3 anos de prisão por desrespeito a hino e bandeira

G1

O Parlamento da China cogita adotar penas de 3 anos de prisão para pessoas que desrespeitarem o hino ou a bandeira nacional em público, e uma lei já existente sobre o hino deve passar a ser aplicada também em Hong Kong, noticiou a mídia estatal nesta terça-feira (31).

O presidente chinês, Xi Jinping, tem apresentado leis que visam proteger o país de ameaças de dentro e de fora de suas fronteiras desde que assumiu o cargo, em 2013, além de comandar uma repressão generalizada à dissidência e à liberdade de expressão.

Na China, o Parlamento funciona, na prática, como uma instituição cerimonial que referenda as decisões do Partido Comunista.

Em setembro o país aprovou uma nova lei ordenando até 15 dias de detenção policial para aqueles que zombarem da "Marcha dos Voluntários", como é chamado o hino nacional. A determinação também cobre os territórios chineses de Hong Kong e Macau, que desfrutam de relativa autonomia.

Agora o Parlamento estuda emendar a lei criminal chinesa para incluir penalidades por desrespeito ao hino, incluindo distorcer intencionalmente a letra ou a melodia, disse a agência de notícias Xinhua.

As penalidades mais duras também seriam aplicadas à profanação da bandeira nacional, incluindo queimá-la, desfigurá-la ou pisoteá-la em público, segundo a reportagem, atualmente puníveis com até 15 dias de detenção.
Sessão parlamentar

Um esboço de emenda foi submetido para deliberação em uma sessão bimestral do comitê permanente do Parlamento, que começou na segunda-feira.

"Violadores a este respeito podem enfrentar punições de até três anos de aprisionamento, de acordo com o esboço", informou a agência.

Não ficou claro quando a emenda será aprovada, mas pode ser no final da semana, quando o comitê permanente encerra sua sessão atual.

A Lei do Hino Nacional, que entrou em vigor em 1º de outubro, também será incluída em um anexo da Lei Básica de Hong Kong, ou mini Constituição, acrescentou a Xinhua, embora não esteja claro se isso incluirá as penas de 3 anos de prisão.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 17 de Novembro de 2017
10:28
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Quinta, 16 de Novembro de 2017
11:00
Mundo Fitness
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)