Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/03/2004 15:39

China amplia oportunidades para empresários brasileiros

Agência Brasil

“Nos últimos 3 anos, o Brasil comprovou o que a Câmara de Comércio e Indústria Brasil/China vinha falando há muito tempo: que a China é a saída para o Brasil, um gigantesco mercado com dinheiro”, disse nesta capital à Agência Brasil o Presidente da entidade, Charles Tang. Junto com Hong Kong, a China apresenta reservas de cerca de U$500 bilhões e sua corrente de comércio mundial já atinge hoje patamar de U$450 bilhões, o que abre às empresas brasileiras um enorme leque de oportunidades naquele mercado, avaliou Tang.

A Câmara de Comércio e Indústria Brasil/China está ajudando a preparar a visita do Governador do Rio Grande do Sul, Germano Rigotto, à China. Com apoio do Banco do Brasil, que possui vários clientes corporativos interessados em fazer negócios com a China, a Câmara realiza no próximo dia 9, no Teatro do SESC, em Porto Alegre, apresentação da Feira de Cantão, que é a maior feira de exportação chinesa, maior feira multisetorial da Ásia e 2o. maior evento do mundo, onde podem ser encontrados todos os produtos exportáveis da China,desde agulhas a foguetes.


Com 330 mil metros quadrados de exposição, reunindo 16 mil expositores e atraindo 100 mil visitantes estrangeiros a cada semestre, a Feira de Cantão é realizada 2 vezes ao ano e oferece aos empresários de outros países oportunidade de conhecerem as companhias chinesas com as quais querem fazer parcerias e joint ventures ou exportar matéria prima, informou Charles Tang. Na última edição da feira, em outubro de 2003, a movimentação financeira foi de U$20 bilhões.


A Câmara de Comércio e Indústria bilateral promove a Feira de Cantão no Brasil e tem levado muitas médias e pequenas empresas brasileiras ao evento, "ajudando a agendar parcerias confiáveis, buscar distribuidoras para os produtos e a abrir mercado para elas na China", manifestou Tang.


O executivo afirmou que o Brasil descobriu a China a partir do ano 2000. Até aquela data, as exportações brasileiras para o mercado chinês eram de apenas U$1,5 bilhão, permanecendo no mesmo patamar de 1985. Em 2000, esse número subiu para U$2,3 bilhões, passando em 2001 para U$3,2 bilhões, já com U$600 milhões de superávit para o Brasil. Em 2002, as exportações do Brasil para a China subiram para U$4,1 bilhões, com U$1 bilhão de superávit, atingindo no ano passado a cifra de U$6 bilhões, com U$ 2 bilhões de superávit para o Brasil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)