Cassilândia, Terça-feira, 26 de Maio de 2020

Últimas Notícias

20/01/2019 14:30

Chef de cozinha é preso após furtar mais de R$ 13 mil em picanha de restaurante

Midiamax

O chef de cozinha de um famoso restaurante de Bonito, a 300 km de Campo Grande, foi preso em flagrante por furtar peças de picanha do estabelecimento. A prisão aconteceu depois de uma operação da Polícia Civil do município em busca de um suspeito para o sumiço de carnes do freezer do restaurante. A estimativa é de que ele tenha furtado mais de R$ 13 mil em carnes em pouco mais de dois meses.

A suspeita começou quando a Polícia recebeu uma denúncia de que o chef do restaurante estaria vendendo picanhas da marca Friboi. A partir de então, câmeras foram instaladas no local e foram feitas investigações até que a polícia descobriu que o cozinheiro se aproveitava da confiança dada pelo proprietário do restaurante para furtar os produtos. Ele tinha acesso livre à câmara fria do estabelecimento. “Ele fazia o controle de estoque de carne e pescados e nos informava o que precisaria comprar para a manutenção do estoque”, explicou o dono do restaurante.

As investigações apontam que o suspeito pegava as peças de picanha da câmara fria, as colocava na mochila e saía ‘de fininho’. A situação se repetiu por meses até que o dono do restaurante percebeu que as carnes sumiam do estoque. Foi quando ele tomou a iniciativa de procurar a Polícia e colocou câmeras de monitoramento na entrada da câmara fria do local.

O último furto aconteceu na última quinta-feira (17), quando o funcionário bateu ponto às 22h50 e saiu minutos depois, com a mochila cheia de carne. Na noite seguinte a Polícia Civil montou campana na porta do restaurante e abordou o chef de cozinha, que estava com sete peças de carne na mochila. Só nesta mochila, as peças de carne foram avaliadas em R$ 450.

Ao ser interrogado, o chef de cozinha confessou ter furtado as carnes e disse que as comercializava, mas que a maioria das peças eram usadas para consumo próprio. Ele explica que trabalha há quatro anos no local, mas passou a furtar apenas em novembro do ano passado. Segundo o proprietário, o suspeito abusou de sua confiança, já que eles tinham um vínculo e eram próximos.

A polícia estima que o chef de cozinha cometeu cerca de 30 furtos com o mesmo modus operandi. No total, prejuízo é estimado no valor de R$ 13,5 mil. Segundo o delegado responsável pelo caso, Gustavo Henriques Barros, o chef foi indiciado na noite de ontem pelo crime de furto qualificado pelo abuso de confiança e, caso seja condenado, pode pegar uma pena que varia de dois a oito anos de reclusão.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 26 de Maio de 2020
Segunda, 25 de Maio de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)