Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/01/2005 10:09

Chapadão vai ter rádio em escola

Agência Popular

As escolas estaduais que participaram, no ano passado, das capacitações do projeto Educomrádio, vão receber ainda esta semana os equipamentos para a instalação da rádio nas unidades escolares. O projeto – que une educação com comunicação – surgiu de uma parceria entre o Ministério da Educação (MEC), da Universidade de São Paulo (USP) e da Secretaria de Estado de Educação (SED).

A rádio terá alcance interno e será utilizada como ferramenta de ensino e aprendizagem para os alunos do ensino médio das escolas selecionadas. A finalidade é desenvolver nos alunos uma visão crítica da mídia e ensiná-los a relacionar-se com ela.Durante o ano passado foram capacitados cerca de 450 alunos do ensino médio, 40 professores que atuam nesta modalidade de ensino e pessoas da comunidade para serem multiplicadores dos conhecimentos adquiridos com a nova tecnologia.

Para o secretário de Estado de Educação, Hélio de Lima, o trabalho feito pela equipe do ensino médio da secretaria foi muito importante para mais esta conquista. “Ano passado, mesmo sem os equipamentos, o Educomrádio já estimulava alunos e comunidade escolar. Agora, com a chegada dos equipamentos, o sucesso do projeto será maior ainda”, declara.


Pequeno alcance

Cada uma das 20 unidades selecionadas vai receber o seguinte equipamento, que está de acordo com a legislação vigente de telecomunicações: dois microfones, três gravadores de mão, uma mesa com oito canais estéreo, um fone de ouvido, cabos, um transformador/estabilizador, um multímetro, um CD player, um tape, um transmissor de rádio com capacidade para atingir apenas a área da escola, fonte, um compressor limitador; uma antena e quatro caixas receptoras.

As emissoras, que serão restritas, vão operar na freqüência de 240,3 MHz, fora da faixa de FM do rádio comercial, que se estende de 87,9 a 107,9 MHz.

Escolas beneficiadas

A escolha das unidades escolares foi feita com base no maior número de alunos no ensino médio. As nove unidades escolares selecionadas em Campo Grande são: Antonio Delfino Pereira, Arlindo de Andrade Gomes, Dona Consuelo Müller, Hércules Maymone, Joaquim Murtinho, José Barbosa Rodrigues, Maria Constança de Barros Machado, Padre João Greiner e Waldemir Barros da Silva.

No interior, as escolas estaduais beneficiadas são: Coronel José Alves Ribeiro, na Aldeia Bananal, em Aquidauana; Coroa Sagrada, na reserva indígena de Amambaí; Sidrônio Antunes, na Aldeia Córrego do Meio, em Sidrolândia; Maria Helena Albaneze, Corumbá (na extensão localizada no distrito de Albuquerque); Professora Nair Palácio de Souza, Nova Andradina; Jorge Amado, Chapadão do Sul; Presidente Vargas, Dourados; Fernando Corrêa, Três Lagoas; João Brembatti Calvoso e José Edson Domingos dos Santos (assentamento Itamarati), em Ponta Porã e na comunidade negra Zumbi dos Palmares, em Jaraguari.


Capacitação

O Educomrádio, que também beneficia outros estados, capacitou diretamente 140 professores, dois por escola (professor ou coordenador). Indiretamente, foram habilitados 2,8 mil estudantes e 420 membros das comunidades escolares, em um total de 3.360 pessoas dos estados de Mato Grosso do Sul (MS), Goiás (GO) e Mato Grosso (MT).

Do total investido no Centro Oeste, R$ 553,1 mil foram do Ministério da Educação e R$ 113,2 mil, da USP. Mato Grosso do Sul teve a participação no pagamento dos professores e na estadia daqueles que residem no interior.

Uma equipe formada por docentes, pesquisadores e especialistas do Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo (NCE/USP) – entre eles o professor doutor Ismar de Oliveira Soares (supervisor), Marília Franco, Eliany Salvatierra Machado, Silene de Araújo Lourenço, Márcia Coutinho e Izabel Leão – ministrou o curso, com 140 horas de atividades – 56h presenciais e 84h a distância.

A gestora do ensino médio da SED Veronice Braga credita a chegada dos equipamentos, mesmo com atraso, ao momento positivo da educação no governo do estado. “A seriedade do Governo Popular com a educação, por meio da secretaria, é muito forte. A SED está mais próxima das escolas, com um comprometimento maior. Outro fator é a busca de projetos e programas de qualidade que só têm a acrescentar melhoria na qualidade de ensino. À medida do possível, a secretaria está atendendo as reivindicações das escolas”, afirma.

Karla Tatiane - SED

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)