Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

06/01/2005 10:09

Chapadão vai ter rádio em escola

Agência Popular

As escolas estaduais que participaram, no ano passado, das capacitações do projeto Educomrádio, vão receber ainda esta semana os equipamentos para a instalação da rádio nas unidades escolares. O projeto – que une educação com comunicação – surgiu de uma parceria entre o Ministério da Educação (MEC), da Universidade de São Paulo (USP) e da Secretaria de Estado de Educação (SED).

A rádio terá alcance interno e será utilizada como ferramenta de ensino e aprendizagem para os alunos do ensino médio das escolas selecionadas. A finalidade é desenvolver nos alunos uma visão crítica da mídia e ensiná-los a relacionar-se com ela.Durante o ano passado foram capacitados cerca de 450 alunos do ensino médio, 40 professores que atuam nesta modalidade de ensino e pessoas da comunidade para serem multiplicadores dos conhecimentos adquiridos com a nova tecnologia.

Para o secretário de Estado de Educação, Hélio de Lima, o trabalho feito pela equipe do ensino médio da secretaria foi muito importante para mais esta conquista. “Ano passado, mesmo sem os equipamentos, o Educomrádio já estimulava alunos e comunidade escolar. Agora, com a chegada dos equipamentos, o sucesso do projeto será maior ainda”, declara.


Pequeno alcance

Cada uma das 20 unidades selecionadas vai receber o seguinte equipamento, que está de acordo com a legislação vigente de telecomunicações: dois microfones, três gravadores de mão, uma mesa com oito canais estéreo, um fone de ouvido, cabos, um transformador/estabilizador, um multímetro, um CD player, um tape, um transmissor de rádio com capacidade para atingir apenas a área da escola, fonte, um compressor limitador; uma antena e quatro caixas receptoras.

As emissoras, que serão restritas, vão operar na freqüência de 240,3 MHz, fora da faixa de FM do rádio comercial, que se estende de 87,9 a 107,9 MHz.

Escolas beneficiadas

A escolha das unidades escolares foi feita com base no maior número de alunos no ensino médio. As nove unidades escolares selecionadas em Campo Grande são: Antonio Delfino Pereira, Arlindo de Andrade Gomes, Dona Consuelo Müller, Hércules Maymone, Joaquim Murtinho, José Barbosa Rodrigues, Maria Constança de Barros Machado, Padre João Greiner e Waldemir Barros da Silva.

No interior, as escolas estaduais beneficiadas são: Coronel José Alves Ribeiro, na Aldeia Bananal, em Aquidauana; Coroa Sagrada, na reserva indígena de Amambaí; Sidrônio Antunes, na Aldeia Córrego do Meio, em Sidrolândia; Maria Helena Albaneze, Corumbá (na extensão localizada no distrito de Albuquerque); Professora Nair Palácio de Souza, Nova Andradina; Jorge Amado, Chapadão do Sul; Presidente Vargas, Dourados; Fernando Corrêa, Três Lagoas; João Brembatti Calvoso e José Edson Domingos dos Santos (assentamento Itamarati), em Ponta Porã e na comunidade negra Zumbi dos Palmares, em Jaraguari.


Capacitação

O Educomrádio, que também beneficia outros estados, capacitou diretamente 140 professores, dois por escola (professor ou coordenador). Indiretamente, foram habilitados 2,8 mil estudantes e 420 membros das comunidades escolares, em um total de 3.360 pessoas dos estados de Mato Grosso do Sul (MS), Goiás (GO) e Mato Grosso (MT).

Do total investido no Centro Oeste, R$ 553,1 mil foram do Ministério da Educação e R$ 113,2 mil, da USP. Mato Grosso do Sul teve a participação no pagamento dos professores e na estadia daqueles que residem no interior.

Uma equipe formada por docentes, pesquisadores e especialistas do Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo (NCE/USP) – entre eles o professor doutor Ismar de Oliveira Soares (supervisor), Marília Franco, Eliany Salvatierra Machado, Silene de Araújo Lourenço, Márcia Coutinho e Izabel Leão – ministrou o curso, com 140 horas de atividades – 56h presenciais e 84h a distância.

A gestora do ensino médio da SED Veronice Braga credita a chegada dos equipamentos, mesmo com atraso, ao momento positivo da educação no governo do estado. “A seriedade do Governo Popular com a educação, por meio da secretaria, é muito forte. A SED está mais próxima das escolas, com um comprometimento maior. Outro fator é a busca de projetos e programas de qualidade que só têm a acrescentar melhoria na qualidade de ensino. À medida do possível, a secretaria está atendendo as reivindicações das escolas”, afirma.

Karla Tatiane - SED

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)