Cassilândia, Terça-feira, 19 de Junho de 2018

Últimas Notícias

19/05/2018 07:02

Chapadão do Sul tem um caso de morte por gripe confirmado

Jovem Sul News/Campo Grande News

Com 38 pacientes diagnosticados com os três tipos de vírus da gripe de maior circulação (Influenza A, H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B), no Estado, também chegou a dez o número de mortos por conta da gripe em Mato Grosso do Sul.


Os dados são do boletim epidemiológico, divulgado nesta quinta-feira (17) pela SES (Secretaria Estadual de Saúde). Metade das mortes ocorreram na Capital, sendo quatro mortes por influenza A/H3 sazonal e uma por influenza B. Os outros municípios que registram mortes foram Nioaque, Chapadão do Sul, Três Lagoas, Aquidauana e Naviraí.


A gripe causada pelo vírus da influenza A tipo H3N2 continua sendo o que mais contamina e mata – 6 dos pacientes que morreram, tinham H3N2. Seguido por duas mortes por conta da influenza A, uma por influenza B e outra por H1N1.


Dos 38 pacientes confirmados com a gripe, 22 contraíram a influenza A tipo H3N2; sete por influenza A – não subtipado; seis com influenza A H1N1 e três com influenza tipo B.


O paciente vítima fatal registrado como sendo de Chapadão do Sul, tratava-se de um homem, vindo de Pernambuco e após três dias que havia chegado em uma fazenda, passou mal e foi levado para o Hospital Municipal. Como o seu estado de saúde era muito grave, após três horas de internação ele foi transferido com vaga zero para Campo Grande, onde faleceu.


A partir deste caso, os servidores do Hospital Municipal passaram a usar máscara para se proteger de eventual contaminação.


Em nota, a Secretaria de Saúde do Município de Chapadão do Sul informou que os servidores que trabalham no Hospital Municipal de Chapadão do Sul estão usando máscaras apenas como prevenção.
No que se refere ao assunto Influenza A em Chapadão do Sul, a Secretaria de Saúde confirmou que houve um óbito na semana passada por Influenza A não subtipada, entretanto ressalta que a vítima não morava em Chapadão do Sul, onde o Hospital apenas atendeu e encaminhou para Campo Grande. E ainda, que os sintomáticos respiratórios com suspeita estão sendo acompanhados conforme Protocolo do Ministério da Saúde.

Mortes


Antes do frio, a doença matou quatro pessoas no Estado – duas em Campo Grande, uma em Aquidauana e uma em Naviraí. Todas foram de pacientes que tiveram a gripe H3N2. Na Capital, uma mulher, de 58 anos, morreu no dia 17 de março e um homem de 44 anos morreu no dia 16 de abril após “fugir” da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Leblon.
A morte de um bebê de 3 meses na Capital ainda é investigada. A SES (Secretaria de Estado de Saúde) dês descartou uma segunda morte que teria ocorrido em Aquidauana.
A subtipagem a partir de material coletado do paciente de Chapadão do Sul, que faleceu poderá determinar qual tipo de vírus ele contraiu.


Vacina


A campanha de vacinação contra a gripe começou na terça-feira (24. A meta é vacinar 90% dos integrantes dos grupos de risco, que são: crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas (mulheres de resguardo), trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, pessoas com mais de 60 anos, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, presos e funcionários do sistema prisional, além de pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis.


Fonte: Jovemsulnews (Norbertino Angeli e c/ Campograndenews)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 19 de Junho de 2018
13:11
Cassilândia
09:00
Santo do dia
Segunda, 18 de Junho de 2018
Domingo, 17 de Junho de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)