Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/05/2006 15:06

Chapadão do Sul pode decretar estado de emergência

Jovemsulnews (Fernandes dos Santos)

O Sindicato Rural de Chapadão do Sul divulgou amostragem da perda registrada na safra de soja 2005/2006, motivada por estiagem em algumas regiões, pragas como nematóide e ferrugem e excesso de chuvas no final do ciclo e na colheita.

Números da amostra, levando-se em conta estimativa média de produção de 48 sacas por hectare:

Alto Chapadão, em 14.375 ha, perda de 29,99%;
Paranaíba II, em 4.270 ha, perda de 34,11%;
Ribeirão, em 3.060 ha, perda de 21,48%;
Pedra Branca, em 435 ha, perda de 42,75%;
Aroeira, em 2.577 ha, perda de 80,68%.

A partir dessa amostragem chegou-se a uma perda média no município de 35,16%. A média prevista de 48 sacas por hectare caiu para 34 sacas.

A maior produtividade obtida ocorreu em 1.000 ha em terras argilosas do Alto Chapadão. Chegou-se a 46 sacas, mas a produtividade nessa região poderia passar de 60 sacas. Igual produtividade também foi conseguida em 380 ha no Paranaíba II, região sul do município.

Houve casos extremos, como no Aroeira, onde ocorreu lavoura de apenas 8 sacas, mas a “moda” na maioria das propriedades ficou em torno de 30 sacas por ha.

Diante da expressividade das perdas, agravadas pela dificuldade de comercialização a preços razoáveis, estuda a prefeitura a possibilidade de decretar estado de emergência no município.

Chapadão do Sul plantou na última safra 98 mil hectares de soja. Mesmo as lavouras que conseguiram boa produção não cobrem os custos da sua implantação, condução e colheita aos preços atuais.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)