Cassilândia, Sábado, 29 de Abril de 2017

Últimas Notícias

22/07/2004 08:15

Centrais sindicais pedem redução da jornada de trabalho

Alessandra Bastos/ABr

As centrais sindicais entregaram hoje ao ministro do Trabalho e Emprego, Ricardo Berzoini, um abaixo-assinado com mais de cem mil assinaturas pela redução da jornada de trabalho, sem redução do salário. A proposta é proibir as horas extras no Brasil e reduzir a jornada de 44 horas para, no máximo, 40 horas semanais.

Ademir Figueiredo, coordenador técnico do DIEESE, explica que a mudança geraria 2,8 milhões de novos postos de trabalho. Segundo Jaci Afonso, representante da CUT, o ministro Berzoini apóia a idéia e irá estudar as propostas. "Uma das formas de viabilizá-la também para o empresariado (que teria maior gasto com novas contratações do que com o pagamento de horas extras) seria a redução de impostos", diz Afonso.

As centrais sindicais defendem a votação, em caráter emergencial, da proposta de emenda constitucional 393/01, do senador Paulo Paim (PT/RS) e do deputado Inácio Arruda (PcdoB/CE). Participaram da reunião a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (DIEESE), a Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB), a Social Democracia Sindical (SDS), a Força Sindical e Central Autônoma dos Trabalhadores (CAT).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 27 de Abril de 2017
13:24
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)