Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/10/2004 13:50

Cenário político mostra empate técnico entre PT e PMDB

Inara Silva / Campo Grande News

O cenário político em Mato Grosso do Sul mostra empate técnico entre o PMDB e PT. A avaliação é do geógrafo Tito Carlos Machado, que é professor da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e atua em geografia política e econômica.
Segundo o professor, a análise é baseada em dois parâmetros: as quantidades de prefeituras e de votos – o segundo com relação direta à aceitação popular. Para ele, em termos de estrutura e máquina administrativa, o PT está em vantagem, pois conquistou 18 prefeituras, sendo 55 ao todo, contando com os partidos aliados. Mas, se levar em conta o número de eleitores, o professor acredita que haja empate técnico entre os dois partidos rivais, apontando disputa acirrada ao governo do Estado em 2006.
Na avaliação do professor, o PT vai ter vantagem efetivamente se trabalhar alianças ao longo dos próximos dois anos. Machado alerta que esta estrutura tem de se efetivar por meio de alianças e relações a serem criadas nos 24 meses à frente. “O PT tem dificuldades de perder alianças. É um partido de massas dentro do poder, mas sabemos que as alianças se efetivam através de cargos”. Essa situação, para o professor, é que gera os problemas na base aliada do partido.
Tito Carlos Machado afirma que o resultado das eleições municipais foi previsível em todo o Estado. A única surpresa, segundo ele, foi em Ponta Porã, onde o candidato de oposição, Flávio Kayatt (PSDB), derrotou o candidato do governo, Vagner Piantoni (PT).
O professor acrescenta que, se o prefeito eleito em Campo Grande, Nelsinho Trad, fizer uma excelente administração, vai influenciar pouco nas vantagens de André Puccinelli, eventual candidato ao governo do Estado. No entanto, segundo o professor, se a administração de Trad for ruim nos próximos dois anos, vai influenciar muito na situação de Puccinelli, que hoje está entre os prefeitos melhores avaliados no Brasil.
Ontem, em entrevista ao Campo Grande News, o presidente do diretório regional do PMDB, deputado federal Waldemir Moka, disse que o partido já começa a se articular para as eleições de 2006. Para ele, vitória em 14 cidades e ter vencido em Campo Grande e Três Lagoas são pontos positivos que podem contribuir para a volta do PDMB ao governo do Estado.
O presidente do diretório regional do PT, Mariano Cabreira, disse, também na segunda-feira, que por enquanto o partido vai avaliar os resultados das eleições municipais e ainda não pensa no próximo pleito.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)