Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/12/2008 14:52

CCJ do Senado aprova projeto sobre criação de municípios

Campo Grande News

A Comissão de Constituição e Justiça aprovou nesta quarta-feira relatório do senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) favorável à proposta de emenda à Constituição (PEC 12A/04) que confirma a criação, a fusão, a incorporação e o desmembramento de 57 municípios.

A PEC foi aprovada no último dia 3 na Câmara dos Deputados e o senador Antonio Carlos Junior (DEM-BA) informou que trabalhará para que a proposta seja votada na próxima semana no Plenário do Senado - última etapa de tramitação - para que a situação desses municípios seja definitivamente regularizada. A proposta livra municípioscomo Figueirão de voltar à condição de distrito e pode garantir a emancipação de Paraíso das Águas (MS).

A proposta já havia sido aprovada em janeiro de 2006 pelo Senado e foi enviada à Câmara dos Deputados, onde foi votada no dia 3 deste mês na forma de uma Emenda Aglutinativa Substitutiva Global. A PEC acrescenta artigo ao Ato das Disposições Constitucionais Transitórias para convalidar os atos de criação, fusão, incorporação e desmembramento de municípios.

Eduardo Azeredo explicou que, a partir da emenda constitucional 15, de 1996, foram criadas restrições à criação de novos municípios, mas mesmo assim municípios continuaram a ser criados sem amparo constitucional. Esses municípios, contou Azeredo, chegaram a realizar eleições e dar posse a prefeitos e vereadores. Mas correm o risco de retroceder à condição de distrito caso a PEC 12A/04 não seja definitivamente aprovada ainda este ano.

A aprovação dessa matéria sana uma lacuna constitucional e reconhece situação que de fato não pode ser retrocedida - afirmou o relator, lembrando que a criação de municípios a partir de 31 de dezembro de 2006 segue tramitação normal prevista em lei.

O senador Antonio Carlos Júnior (DEM-BA) destacou que a proposta acaba com um vazio jurídico e regulariza municípios de porte, como o de Luís Eduardo Magalhães, o que mais cresce na região oeste da Bahia, segundo o senador. Os senadores Valter Pereira (PMDB-MS), Lúcia Vânia (PSDB-GO) e Flexa Ribeiro (PSDB-PA) elogiaram a rapidez de Azeredo em preparar o relatório. A aprovação dessa matéria hoje na CCJ garante a aprovação da proposta no Plenário antes do recesso - destacou Flexa Ribeiro.

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) destacou que a aprovação da PEC é uma forma de regularizar os municípios e assim evitar "a chamada insegurança jurídica\".

Com isso, não há como dar marcha-ré na criação desses municípios - afirmou Demóstenes. Os 57 municípios em questão foram criados a partir de 1996 e poderiam voltar à condição de distritos em função de uma emenda constitucional aprovada naquele ano.

A EC 15/1996 definiu que a criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de municípios serão feitos por lei estadual. No entanto, essa mesma emenda estabeleceu que tudo isso aconteceria "dentro do período determinado por lei complementar". Essa lei ainda não foi aprovada, o que colocou em dúvida a existência dos municípios criados pelas assembléias legislativas.

O caso foi parar no Supremo Tribunal Federal (STF), que reconheceu a demora do Congresso Nacional em editar a lei complementar federal e estipulou prazo até maio de 2009 para que o Congresso aprovasse a norma, de forma que as leis estaduais que criaram municípios continuem em vigor.

O Senado, então, aprovou a PEC 495/06, que regularizou esses 57 municípios. A proposta seguiu para a Câmara dos Deputados e agora retorna ao Senado Federal, onde, depois da aprovação na CCJ, aguarda apenas votação no Plenário. (Informações da Agência Senado)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)