Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

01/04/2009 16:09

CCJ da Câmara aprova aumento imediato de vereadores

Aline dos Santos, Campo Grande News

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania) da Câmara dos Deputados aprovou, hoje, relatório do deputado Flávio Dino (PCdoB/MA) favorável à promulgação do aumento imediato do número de vereadores no Brasil.

A PEC (Proposta de Emenda Constitucional) dos Vereadores aumenta de 51.748 para 59.791 o total de vereadores. Para Mato Grosso do Sul, o aumento seria de 113 parlamentares.

Em dezembro de 2008, o Senado aprovou a PEC, porém a Câmara dos Deputados se negou a promulgar a proposta. De acordo com a Câmara, o projeto aprovado no Senado retirava o limite de gastos com as câmaras municipais.

Conforme a Agência Câmara, o parecer de hoje será submetido ao Plenário, podendo ser aprovado por maioria simples (metade mais um dos presentes). Nesse caso, a Câmara fica obrigada a promulgar a PEC. Entretanto, esse assunto só será levado ao Plenário da Câmara depois que o Senado se manifestar sobre os gastos das câmaras municipais.

No relatório da CCJ, o deputado Flávio Dino argumentou que os dois temas - aumento na quantidade de vereadores e redução de despesas das câmaras municipais - são “dissociáveis”, o que obrigaria a Câmara a promulgar o que foi aprovado pelo Senado.

“A decisão da CCJ, na prática, foi um golpe, porque obriga a Câmara a aprovar com maioria simples (no caso do relatório de Flávio Dino) o que deveria ser analisado com quorum qualificado (3/5 dos deputados, conforme a tramitação de PECs)”, acusou o deputado José Eduardo Cardozo (PT/SP).

Polêmica – Em 2008, O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) apontou que a PEC só seria válida para 2012. Segundo o TSE, a emenda constitucional que altere número de vereadores só vale para um pleito eleitoral se promulgada antes do prazo final das convenções partidárias. Como esse período se encerrou, em 2008, em 30 de junho, a norma não poderia, ter efeitos nas últimas eleições municipais, apenas nas seguintes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)