Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/04/2015 10:04

CBF divulga argumentos contra MP do Futebol e exige revisão

G1

A comissão mista parlamentar criada para analisar a Medida Provisória (MP) 671/15, conhecida como MP do Futebol, começa a trabalhar no texto na próxima terça-feira. E a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já se manifestou de forma contrária à aprovação do texto como ele está atualmente. Em comunicado oficial, a entidade que comanda o futebol brasileiro disse que a MP - que refinancia as dívidas dos clubes em troca de medidas de modernização e transparência de gestão - mostra "desconhecimento da realidade do futebol brasileiro", e criticou alguns pontos como a possível proibição de equipes endividadas de participarem de campeonatos.

A CBF se disse "favorável a contrapartidas para o refinanciamento das dívidas dos clubes de futebol, com ênfase na modernização da gestão, pagamentos em dia, administração financeira responsável, rígido controle orçamentário e ajuste fiscal e trabalhista". Porém, listou argumentos para que o texto da MP do Futebol seja alterado.

Entre os motivos, está o fato de que a MP seria "inconstitucional" por impor uma intervenção do estado em regulamentos de uma entidade esportiva privada como a CBF - o que também vai contra as normas da Fifa. Esse ponto já foi rebatido pelo movimento Bom Senso FC, que divulgou em seu site oficial uma nota contra as declarações do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, com o título "Inconstitucional é o escambau" .

Outras críticas dizem respeito à possível criação de uma liga de clubes, que só cuidaria da lucrativa Série A e deixaria a organização de competições deficitárias a cargo da CBF, e à possibilidade de clubes ficarem excluídos de campeonatos caso as federações não alterem seus regulamentos de acordo com as diretrizes da MP.

Na última quinta-feira, o relator da comissão, deputado Otávio Leite (PSDB), já afirmou que fará mudanças no texto original . A alternativa da CBF à MP do Futebol é o chamado Fair Play Financeiro implantado pela entidade neste ano, que também prevê restrições e punições para times que não mantiverem as contas em dia, com um detalhe: o próprio jogador com salários atrasados é quem deve denunciar o time .

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)