Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/10/2016 11:20

Catar-2022: Fifa é alvo de processo por más condições de trabalho

Midiamax

 

Um operário está processando a Fifa por conivência com as más condições de trabalho nas obras da Copa do Mundo de 2022, no Catar. O processo aberto por Nadim Shariful Alam, de Bangladesh, pede à Fifa que obrigue o Catar a adotar “padrões trabalhistas mínimos” para os imigrantes que preparam o torneio. O autor da ação, aberta em Zurique, na Suíça, – onde está a sede da entidade -, pede cerca de 11.500 dólares de indenização.

De acordo com os autos do processo, Nadim Shariful Alam, que ajuda no descarregamento dos navios que transportam materiais de construção, teve seu passaporte apreendido e foi forçado a trabalhar durante 18 meses sob condições degradantes. Ele afirma também que não teve ajuda de custo para refeições, tendo que tirar do próprio bolso.

Este é o primeiro processo contra a Fifa em relação à Copa do Mundo no Catar. Desde 2010, quando o país foi elegido para sediar o evento em 2022, a Fifa vem enfrentando acusações de exploração e más condições de trabalho. Em abril, a entidade anunciou a criação de um comitê para supervisionar as condições de trabalho de imigrantes.

Denúncia – No final de março, a Anistia Internacional (AI) divulgou um relatório acusando a Fifa, seus patrocinadores e as construtoras responsáveis pelas obras do evento de exploração massiva e indevida dos trabalhadores imigrantes que contribuem para a preparação do evento.

O alerta da AI, intitulado “Catar: a Copa da vergonha”, denunciou que os operários responsáveis pelas obras e construções – principalmente do Estádio Internacional Khalifa, a maior e principal obra esportiva para a Copa do Mundo de 2022, – carecem de permissões para entrar ou sair do país ou para mudar de empresa ou empregador, ao mesmo tempo que têm seus passaportes confiscados e recebem um salário baixo (às vezes ficam meses sem receber), de acordo com a apuração do órgão humanitário.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)