Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

10/08/2012 11:55

Cassilândia: Simone Tebet participou de lançamento do Complexo da Borracha Natural

Jefferson Gonçalves, noticias ms
Edemir RodriguesEdemir Rodrigues

Investimento de grande porte na cadeia produtiva da borracha no município de Cassilândia é um dos principais objetivos do Complexo da Borracha, lançado nesta quinta-feira (9) no Encontro Sul-Mato Grossense Mais Floresta, realizado no Sindicato Rural do município Cassilândia. A solenidade contou com a presença da vice-governadora Simone Tebet, representando o governador do Estado de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli.

Também estiveram presentes a secretária de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria o Comércio e do Turismo, Tereza Cristina da Costa Dias, o deputado estadual Paulo Corrêa, o diretor presidente da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), José Antônio Roldão, o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Eduardo Riedel, e o presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul (Fiems), Sérgio Longen.



Para a vice-governadora Simone Tebet a criação do Complexo da Borracha mostra a busca do estado de Mato Grosso do Sul pela diversificação econômica com o objetivo de proporcionar o crescimento para a sua população. “Mato Grosso do Sul é um estado que não aposta as suas fichas em apenas um segmento. Trata-se de um Estado que resolveu diversificar sua economia, deixando de ser conhecido como o Estado do boi e da soja no setor do agronegócio. Hoje somos reconhecidos pelos bons resultados com a produção do eucalipto, cana, algodão e agora pela produção de seringueiras. Isto significado tornar Mato Grosso do Sul economicamente mais forte e consequentemente atender os anseios da população”, afirmou Simone.

O Complexo da Borracha, lançado pela Cautex Florestal, será instalado na cidade de Cassilândia em uma área de 40 mil hectares. Trata-se de um projeto pioneiro no Brasil, verticalizado na cultura da seringueira, que vai beneficiar toda a cadeia produtiva, com expectativa de gerar cerca de cinco mil empregos diretos e indiretos. O projeto inclui a construção de uma agrovila operária para acomodar os trabalhadores do complexo, um centro de treinamento de mão de obra, parque industrial para beneficiamento da borracha extraída e indústrias de transformação da borracha.




“Trata-se de um marco na história da produção agrícola da Cassilândia que foi tradicionalmente montada na pecuária. A partir de agora o município ganha mais uma opção produtiva junto à pecuária. A participação do Governo do Estado na disponibilização da área para o complexo e os incentivos fiscais foram fundamentais para a realização do projeto. O complexo já está em andamento, com a plantação dos viveiros, em outubro já teremos concluídos os centros de treinamentos e a agrovila. Esperamos que até 2014 tenhamos já a usina e o centro de transformação de borracha”, disse o diretor da Cautex, Getúlio Ferreira Junior.

Programa Mais Floresta

Durante o lançamento do Complexo da Borracha Nacional, tambpem foi realizado o encerramento do Programa Mais Floresta, promovido pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MS). O projeto atendeu cerca de 1.500 produtores rurais em 18 municípios de Mato Grosso do Sul, traçando estratégias que buscam o desenvolvimento florestal sul-mato-grossense por meio do estímulo, orientação e viabilização do aumento da demanda no setor florestal no Estado, além de apresentar as perspectivas para o setor florestal, a rentabilidade da cultura da seringueira e as oportunidades de cultivo do eucalipto em consórcio com a pastagem.



“Estamos em busca da sustentabilidade no agronegócio, já que atualmente o mercado globalizado não permite mais que se pense de outra maneira. O objetivo do Programa Mais Floresta é apresentar alternativas que rendam resultados economicamente positivos, mas que também respeitem a conservação ambiental. O sucesso produtivo das regiões do Estado foi resultado dos esforços do Governo do Estado e parcerias em montar um planejamento para o desenvolvimento florestal, o que acaba envolvendo diretamente os produtores. O acompanhamento dos produtores foi essencial para que os resultados na diversificação agrícola apresentasse os atuais avanços, dos quais começamos a colher bons frutos”, disse o presidente do Conselho Administrativo do Senar/MS, Ademar Silva Júnior.

O Programa Mais Floresta teve início em 2011 levando a cerca de 1500 pessoas informações que visam estimular, orientar e viabilizar uma demanda maior de investimentos no setor florestal do Estado. Informações divulgadas pelo Infoagro, publicação da Unidade Técnica da Federação de Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), apontam que os produtos florestais de Mato Grosso do Sul geraram, no primeiro semestre de 2012, um volume de 5 milhões de toneladas, com um rendimento de US$ 251 milhões de dólares. Ainda segundo a publicação, a área plantada em floresta cresceu 233% nos últimos cinco anos, saltando de 149 mil hectares em 2006, para 497 hectares em 2011.

A previsão é de que em 2030, Mato Grosso do Sul tenha uma área plantada de 1 milhão de hectares, o setor tem atraído um maior número de produtores rurais dispostos a investir na atividade florestal.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 18 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)