Cassilândia, Terça-feira, 28 de Março de 2017

Últimas Notícias

17/08/2010 11:40

Cassilândia: Secretário de Saúde explica sobre auditoria

Bruna Girotto

O Departamento Nacional de Auditorial do SUS (DENASUS) está realizando uma visita padrão nos PSF e Nasf em Cassilândia (MS). São 4 profissionais de Campo Grande que ficarão uma semana na cidade, e no final, emitirão um relatório.

\"Não é porque o departamento está aqui que algo vai ser fechado. A competência deles é apenas para emitir um relatório e não de fechar PSF. Mas agora, a Secretaria está a procura de médicos para atender PSF,\" afirmou Linauer Cardoso de Queiroz, Secretário Municipal de Saúde.

Em relação à ação judicial interposta pelo Ministério Pública contra alguns médicos da cidade, Linauer disse que a ação é fruto de uma auditoria realizada pela CGU em 2008. \"O que nós temos de alertar e esclarecer a população e até o próprio Ministério Público, é que é impossível manter o médico 40 horas com a estrutura e o salário que podemos pagar. Isso acontece em todos os estados da federação do Brasil. O governo federal repassou a responsabilidade para o município, mas não repassou o dinheiro\".

Ainda de acordo com o Secretário Municipal, essa ação vai gerar um desgaste muito grande. \"Estou tentando resolver situações antigas e estou pegando situações novas. Estou renovando contratos, e agora o profissional vai exigir um valor para poder ficar por aquele período no município. Até dia 28 eu tenho de negociar esses contratos com os médicos, e eu não sei o que vai acontecer\", afirmou.

\"Um profissional que atende PSF deve atender 8h diária (44h semanal). Nas demais 16h ele pode fazer o que quiser. Aí acontece de um profissional tentar cobrir o horário de outro, mas eles fazem isso em harmonia. O que importa para a população é ser atendida por um médico. Em Cassilândia não tem fila de agendamento. Você chega e é atendido. Por duas vezes na semana tem cirurgia\", contou Linauer.

Sobre o atendimento de urgência e emergência que existe na Santa Casa, o Secretário Municipal de Saúde explicou: \"De madrugada o médico é contratado para atender urgência e emergência e não ficar à disposição da população, como se fosse um PSF. Ele recebe um valor para essa forma de atendimento. Então, o paciente passa por uma triagem, sendo visto por uma enfermeira, que verifica se é caso de urgência e emergência ou se o paciente pode esperar para ser atendido no dia seguinte em um PSF\", concluiu.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 27 de Março de 2017
Domingo, 26 de Março de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)