Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

16/08/2007 10:31

Cassilândia: polícia desvenda crime e prende autor

Foi preso na tarde de ontem, Júlio Cesar de Sousa, suspeito de ser um dos responsáveis pelo roubo, com arma de fogo, na churrascaria e Lanchonete Independência, na saida para o Chapadão do Sul. A informação é do delegado Paulo Rossetto, que por nota, acaba de divulgar o Boletim de Ocorrência. Leia:

NOTA À IMPRENSA

RELATÓRIO DAS INVESTIGAÇÕES REALIZADAS


APÓS SEIS HORAS NO MEIO DO MATO, POLICIAIS CIVIS DE CASSILÂNDIA, DISFARÇADOS DE CARVOEIROS, PRENDER AUTOR DE ROUBO COM DUAS CAUSAS DE AUMENTO DE PENA
B.O. nº............ : 0924/07.


Foi elaborado o Boletim de Ocorrência nº 0924/2007, o qual versa sobre crime de roubo, com duas causas de aumento de pena, pelo emprego de arma de fogo e pelo concurso de agentes, previsto no artigo 157, parágrafo segundo, incisos I e II , do Código Penal, perpetrado por JÚLIO CÉSAR DE SOUSA, tendo como vítima THATIANE OLIVEIRA MALTA, JOÃO FERNANDES E CHURRASCARIA E LANCHONETE INDEPENDÊNCIA.
Três indivíduos participaram do roubo, sendo que dois deles, foram até a referida Churrascaria e Lanchonete e após alimentarem-se foram em direção ao caixa do referido local e anunciaram o assalto.
O terceiro indivíduo não adentrou no local, pois chegou em um GOL, COR CINZA, e conduziu o veículo até o Posto de Combustível existente no local.
Após anunciarem o assalto, os acusados subtraíram aproximadamente R$ 500,00 (quinhentos reais) em dinheiro em espécie e R$ 1.000,00 (mil reais) em cartões telefônicos.
O acusado JÚLIO CÉSAR DE SOUSA e seu comparsa estava de posse de dois revólveres, sendo que, JÚLIO CÉSAR DE SOUSA ainda desferiu coronhadas com a arma de fogo contra a cabeça de JOÃO FERNANDES de 70 anos de idade lesionando-o.
Após os acusados deixaram o local.
As vítimas ainda afirmaram que JÚLIO CÉSAR DE SOUSA e um de seus comparsas estiveram no local, no mesmo dia, mas fazendo uso de uma moto cor azul, a qual possui um adesivo de uma mulher colado em uma de suas laterais, sendo que, no momento da abordagem de JÚLIO CÉSAR DE SOUSA, o mesmo estava de posse dessa moto a qual está em seu nome.,
JÚLIO CÉSAR DE SOUZA ainda trazia consigo uma porção pequena de maconha.
Apesar da negativa dos fatos por parte de JÚLIO CÉSAR DE SOUSA, as testemunhas mencionadas por ele negam a versão apresentada por ele.
Outrossim, as vítimas reconheceram o acusado como sendo um dos autores do roubo e que estava com arma em punho.
Corroborando a afirmação das vítimas e testemunhas, temos a versão de ZEZO ROBERTO ALVES, o qual confirma que seu sogro ANTÔNIO LÚCIO DOS SANTOS, já viu JÚLIO CÉSAR DE SOUSA com um revólver na mão efetuando disparos para o solo na fazenda de DOMINGOS ESPANHO, o qual é empregador de JÚLIO CÉSAR DE SOUSA.
Após o roubo dois Investigadores de Polícia Judiciária permaneceram no meio do mato por mais de 6 horas, verificando se os acusados passariam pelo local, pois CARIOCA já vinha sendo investigado há 3 semanas.
Após confirmarem que CARIOCA passou pelo local, retornaram a Cassilândia, onde a Autoridade Policial alugou um caminhão e foram para a zona rural, que é uma carvoaria, disfarçados de carvoeiros.
A fazenda fica há 20 quilômetros da cidade de Cassilândia, local de difícil acesso, pois é uma serra, mas como estavam disfarçados, os Policiais conseguiram prender o acusado, que portava consigo uma porção de maconha e confessou ser usuário.
A moto utilizada no dia do roubo também foi apreendida.
O acusado nega a prática delitiva, mas as vítimas e testemunhas o reconheceram.
As diligências prosseguem no sentido de se apurar os demais autores e apreender as armas de fogo utilizadas para o assalto, e recuperar os objetos furtados.


Cassilândia, 16 de agosto de 2007.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)