Cassilândia, Sábado, 26 de Maio de 2018

Últimas Notícias

16/04/2007 10:30

Cassilândia: polícia descobre novas fraudes

rmtonline

As investigações na prefeitura de Cassilândia já descobriram outras fraudes além do esquema nas licitações da administração municipal, segundo o delegado adjunto Paulo Henrique Rosseto de Souza. Desde o dia 11 de abril, seis pessoas foram presas, entre eles, cinco servidores de Cassilândia. Segundo ele, a previsão inicial de desvio já foi ultrapassada "há muito tempo".

No dia 11, durante a ação, denominada "Operação Judas", foram presos os servidores Luceni Quintina Correia, Ana Regina Arantes, Ivete Vargas de Souza e o ex-secretário de Finanças de Cassilândia, Waldimiro José Cotrim, que pediu afastamento há cerca de duas semanas. Também foi detido o marido de Luceni, Eugênio Luiz Azambuja. Na casa dela, a polícia encontrou R$ 584 mil em dinheiro e cheques.


No dia 13 de abril, a polícia prendeu o servidor Orange Resende e Silva, funcionário que trabalha na tesouraria, responsável por um dos caixas da prefeitura. A prisão foi determinada para evitar que ele pudesse destruir possíveis evidências da fraude.


Inicialmente, as polícias Civil e Militar e o Ministério Público Estadual (MPE) investigavam esquema de fraude em diversas licitações da Prefeitura, como combustível e aquisição de material de escritório. O delegado Paulo Henrique Rosseto explica que a vasta documentação apreendida no dia 11 de abril já demonstra a existência de outros esquemas fraudulentos, além dos que envolviam os processos licitatórios.


“A previsão inicial de desvio que fizemos era tímida; o valor já foi superado e muito”, diz o delegado. Em entrevista anterior, o promotor Ronaldo Vieira Francisco já havia dito que a fraude era “de milhões”, sem quantificar o tamanho do rombo, que pode ser alto, já que alguns dos funcionários envolvidos trabalham na prefeitura há 20 anos.


Paulo Henrique diz que a força-tarefa destinada às investigações não descarta a participação de outros servidores nos esquemas fraudulentos, mas que por enquanto, não haveria perspectiva de novas prisões.



Fonte: Redação TV Morena

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)