Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/06/2004 08:15

Cassilândia permanece com 11 vereadores

Agência Senado


Sob protestos dos senadores Alvaro Dias (PSDB-PR) e Almeida Lima (PDT-SE), o Senado aprovou, em 1º turno, por 51 votos favoráveis contra 7, a proposta de emenda à Constituição (PEC 55/01), já aprovada pela Câmara dos Deputados, que mantém 5.062 vagas de vereadores das 8.528 extintas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Dessa forma, o número de vereadores do país será reduzido de 60.276 para 55.214. A chamada PEC dos Vereadores deverá ser votada em 2º turno nesta quarta-feira (9) e, se aprovada, seguirá à promulgação. A PEC também diminui o repasse de recursos das prefeituras para os legislativos municipais, o que vai gerar uma economia estimada em torno de R$ 430 milhões ao ano.

Para que a matéria pudesse ser votada em 1º turno nesta terça (8) e incluída na pauta de votações desta quarta, foi aprovado requerimento, assinado pelos líderes, solicitando dispensa dos prazos regimentais. O objetivo foi conseguir a promulgação do texto antes do dia 10 de junho, quando começa o prazo para realização das convenções partidárias que definirão as candidaturas às eleições municipais.

Como o líder do PDT, senador Jefferson Péres (AM), não assinou o requerimento, o senador Almeida Lima (PDT-SE) apresentou questão de ordem alegando que a falta de unanimidade entre os líderes inviabilizaria a antecipação da apreciação da matéria. O presidente José Sarney levou o assunto ao Plenário, cuja maioria rejeitou a tese de Almeida Lima. O senador Alvaro Dias, favorável à redução do número de vereadores, considerou absurda a redução dos prazos para acelerar o processo de votação.

A partir daí, o senador Eduardo Siqueira Campos (PSDB-TO), que passou a presidir os trabalhos, convocou e encerrou sucessivas sessões para contar as cinco sessões de discussão necessárias para deliberar sobre a proposta de emenda à Constituição. A supressão de prazos e interstícios teve o protesto do PDT. O senador Almeida Lima lamentou que, mesmo sem consenso entre os líderes partidários, os prazos tenham suprimidos, contrariando uma praxe do Senado. Também foram contadas sucessivamente as sessões de discussão da PEC que altera a distribuição da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico.

A PEC dos Vereadores institui 22 diferentes faixas populacionais para definir a composição das Câmaras Municipais. Nos municípios de até 7 mil habitantes, 7 vereadores; entre 7 mil e 15 mil habitantes, 9; entre 15 mil e 25 mil, 11; entre 25 mil e 50 mil, 13; entre 50 mil e 75 mil, 15; entre 75 mil e 100 mil, 17; entre 100 mil e 250 mil, 19; entre 250 mil e 500 mil, 21; entre 500 mil e 600 mil, 23; entre 600 mil e 700 mil, 25; entre 700 mil e 800 mil, 27; entre 800 mil e 900 mil, 29; entre 900 mil e 1 milhão, 31; entre 1 milhão e 1,2 milhão, 33; entre 1,2 milhão e 1,4 milhão, 35; entre 1,4 milhão e 2 milhões, 37; entre 2 milhões e 3 milhões, 39; entre 3 milhões e 4,5 milhões, 41; entre 4,5 milhões e 6 milhões, 43; entre 6 milhões e 8 milhões, 47; entre 8 milhões e 10 milhões, 51; e acima de 10 milhões de habitantes, 55 vereadores.

Também são estabelecidas seis faixas de limites para as despesas municipais com a Câmara de Vereadores: 7,5% dos gastos totais nos municípios de até 100 mil habitantes; 6,5% nos municípios entre 100 mil e 250 mil habitantes; 5,5% nos municípios entre 250 mil e 500 mil habitantes; 5% nos municípios entre 500 mil e 1,5 milhão de habitantes; 4,5% nos municípios entre 1,5 milhão e 3 milhões de habitantes; e 4% nos municípios com mais de 3 milhões de habitantes.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)