Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

05/06/2007 17:17

Cassilândia: o depoimento do vice Tião da Marieta

Sebastião Pereira da Silva (Tião da Marieta), vice-prefeito afastado de Cassilândia foi interrogado na tarde de hoje pelo dr. Silvio C. Prado, juiz de Direito da 2ª Vara e disse o seguinte:

. que no cargo de Secretário Geral não mandava mais que os outros; e os outros não tinham nenhuma ascendência sobre ele, respondendo direto ao prefeito
. tinha conhecimento dos vales e acreditava que era legal
. já ouviu falar do cidadão conhecido como Pintado
. recebia para a secretaria uma suplementação para gastos esporádicos de R$ 1 mil e o prefeito nunca disse que teria de ser feita prestação contas desta verba
. a verba era utilizada para atendimento da comunidade, como compra de medicamentos
. os vales que aparecem no supermercado, em seu nome, dizem respeito a compras que foram feitas para ajudar pessoas necessitadas; citou vários nomes de pessoas atendidas e pediu que fossem arroladas como testemunhas
. sempre atendeu as pessoas visando a necessidade de cada um e não pensando em benefício político
. não sabia como era contabilizada essa verba suplementar
. questionou o valor de um vale no valor de R$ 5.780,00; disse que esse vale, na verdade, foi feito no valor de R$ 80,00, para pagar quatro diárias para um cidadão que prestou serviços à prefeitura
. confirmou que seu filho assinou um vale na prefeitura, porque estava com problemas de saúde, em sua residência; ligou para Luceni e perguntou se tinha problema o seu filho retirar o dinheiro para gastos com seu tratamento em Paranaíba; como ela disse que não tinha problema, o filho foi até a tesouraria, recebeu o dinheiro e assinou o vale
. não tinha conhecimento da dimensão dos vales
. não tem conhecimento de um vale de R$ 11.500,00 para vereadores, no dia 15 de janeiro de 2007 e nem um de R$ 27 mil feito no fim de 2005
. confirmou ter participado de uma reunião, mas nesta não se falou em queima de documentos; foi feita a convite do Jorge Kobayashi e teria durado cerca de cinco minutos, ocorrida um dia após a primeira busca e apreensão na prefeitura
. ele não pegava a verba integral de R$ 1 mil; quando necessitava atender alguém, ligava para a Luceni, perguntava se tinha verba disponível; quando tinha ela levava à sua sala e ele assinava
. mostrou um cheque, de sua emissão, devolvido pelo Supermercado Três Irmãos e alguns outros; não poderia participar de nenhum esquema de fraude, tendo uma situação debilitada financeiramente
. sobre a sua evolução patrimonial nos últimos três anos, continua do mesmo jeito, não tem nada, apenas um carro alienado, que agora está seqüestrado pela Justiça
. possível hoje uma renda de R$ 1, 5 mil; no ano de 2005 complementava o seu salário com uma horta, no local onde morava que rendia em torno de R$ 800 por mês
. tem até hoje uma criação de galinha gigante, as quais vende por valores entre R$ 50 e R$ 70
. as compras para pessoas necessitadas no Supermercado Três Irmãos, eram entregues pelo próprio supermercado, na residências das pessoas; é que elas não eram atendidas diretamente pela secretaria de Bem Estar Social, por não ter cadastro
. quando esteve na Delegacia, para depor, convidou as autoridades para conhecer a sua casa e a de sua mãe, para constatar a simplicidade; naquele momento o dr. Ronaldo Vieira Francisco disse que isso não seria necessário

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)