Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

07/03/2006 08:09

Cassilândia: Lázaro "foi possível porque entenderam"

O secretário de Saúde, Lázaro Antonio, disse agora há pouco no programa Jornal da Patriarca, que o acordo entre a prefeitura municipal e os médicos "foi possível porque entenderam as dificuldades financeiras da prefeitura, principalmente com relação a aftosa". Mesmo assim, segundo ele, o Fundo Municipal de Saúde, vai ter um aumento de despesa anual de R$ 79.066, para honrar o novo compromisso.
A cobertura médica que havia sido reinvidicada, ficou fora da negociação com a municipalidade e os médicos conversarão sobre o assunto com a direção da Santa Casa. O que é a cobertura? Quando o plantonista recebe um doente que não é da sua especialidade, outro profissional seria chamado para fazer o atendimento, recebendo uma consulta, no valor de R$ 40. O ex-provedor Valter Venditte, que deixou o cargo, dizia que a Santa Casa, sem um repasse maior da prefeitura não teria condições de arcar . A Santa Casa pediu repasse de R$ 5 mil para manutenção, a prefeitura disponibilizou R$ 3.500. O secretário de Saúde ainda conversa hoje com a diretoria daquele nosocômio.
Segundo Lázaro Antonio, o valor do plantão médico ficou em R$ 685, sendo 12 horas a distância, durante o dia e 12 horas (das 19 às 7 horas), no local.
Daniel Jeronimo, ainda não confirmou se vai aceitar o cargo de provedor. Hoje, vai se inteirar da situação da Santa Casa. Valter Venditte, disse à Rádio Patriarca, que deixa a entidade sem dívidas. Ainda existe a possibilidade de ser feito um apelo, para que retorne ao comando.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)