Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/05/2012 14:13

Cassilândia: internos do presídio confeccionam selarias para montaria

Karina Lima, noticiasms
Keila OliveiraKeila Oliveira

Cassilândia (MS) – Peças que combinam a rusticidade da lida no campo à beleza do capricho empregado nos detalhes de cada corte, formas e colorações. Assim são as “tralhas” para montaria produzidas por reeducandos nos presídios de regime fechado de Paranaíba e Cassilândia, onde oficinas de selaria têm representado uma oportunidade para o aprendizado de um novo ofício, que poderá servir de base para a conquista de uma vida digna quando estiverem em liberdade.

Os produtos ganham destaque pelo cuidado com que são feitos e a riqueza de detalhes. São selas, chicotes, arreios, cabeçadas, barrigueiras, laços, loros, travessões, chinchadores, pelegos, bacheiros, calças em couro para montaria, entre outros. Tudo feito de maneira artesanal. Em média, dez internos participam da produção, somando as duas unidades. Pelo trabalho, além de serem remunerados, recebem remição de pena – a cada três dias de serviço, um é diminuído no total da pena imposta.



A selaria surgiu primeiro no Estabelecimento Penal de Paranaíba há cerca de oitos anos, quando a direção da unidade deu oportunidade a um dos reeducandos de ensinar o ofício a outros companheiros de cárcere. A produção foi crescendo e passou a atender compradores não só da cidade, como também de municípios vizinhos como Costa Rica e Aparecida do Taboado. Já em Cassilândia, a selaria é bem mais recente, foi instalada há cerca de um ano e quatro meses, também de forma independente, por inciativa da própria administração da unidade prisional, atendendo apenas a encomendas.

Tamanha a qualidade das peças nos dois presídios chamou a atenção de um empresário da região e hoje a confecção acontece por meio de parceria com uma selaria da cidade de Paranaíba, que fornece o material utilizado e remunera os internos. A parceria possibilitou que os reeducandos tenham um trabalho fixo.




Conforme o diretor do Estabelecimento Penal de Cassilândia, José Ronaldo da Silva, os critérios para seleção do trabalho são disciplina e aptidão. “E os que já sabem vão ensinando os que estão começando”, complementa.

O interno A. C. S., 27 anos, que está há quase três anos trabalhando na selaria, classifica sua ocupação na unidade prisional como “uma grande oportunidade”. “O trabalho é tudo pra gente, é uma forma da gente se ocupar aqui dentro, remir a pena e ainda ganhar dinheiro para ajudar a família”, ressalta.

O diretor do presídio de Paranaíba, José Carlos Marques, acredita que a profissão aprendida no presídio poderá ser muito bem aproveitada também quando os reeducandos deixarem a prisão. “É um serviço específico que pouca gente sabe fazer, não falta emprego, principalmente aqui no nosso Estado onde a pecuária é forte”, comenta.

Nos dois estabelecimentos penais, o trabalho na selaria se soma a atividades realizadas em outras oficinas laborais que também contribuem para reinserção social. Além disso, são oferecidos cursos profissionalizantes e educação formal pelo sistema de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Keila Oliveira


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)