Cassilândia, Domingo, 30 de Abril de 2017

Últimas Notícias

27/10/2010 18:27

Cassilândia: Donos de posto têm pena reduzida

João Humberto, Campo Grande News

Foi adiado para o próximo dia 8 de novembro o julgamento da apelação criminal proposta por três sócios-proprietários do Auto Posto Cassilândia, em Cassilândia. Eles são acusados de vender combustível de marca adversa à oferecida no local e com isso enganavam os clientes.

Em sessão realizada na segunda-feira (25), pela 2ª Turma Criminal, ficou decidido o adiamento em consequência do pedido de vistas do desembargador Romero Osme Dias Lopes. No entanto, o relator do processo, desembargador Manoel Mendes Carli, entende que realmente os donos do posto agiam de má fé em ofertar combustível de outra bandeira aos clientes e manteve a decisão de reduzir para cada um deles multa no valor de R$ 5 mil, bem como diminuir para 360 horas a prestação de serviços comunitários.

Conforme denúncia, nos anos de 2005, 2006 e 2007, o posto passou a ofertar derivados de petróleo em desacordo com as normas estabelecidas em lei, bem como induziram os consumidores a erro, mediante informação falsa e enganosa sobre a natureza e qualidade do produto vendido a eles.

No posto eram ofertados combustíveis e derivados da empresa Small, porém, os consumidores adquiriam combustíveis de outras empresas. Os três acusados foram condenados em 1º grau à pena de três anos de detenção, em regime aberto, substituída por duas restritivas de direitos.

No recurso encaminhado ao TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), os acusados pleiteiam suas absolvições sob a argumentação de que não quiseram causar mal algum aos clientes oferecendo combustíveis de outras marcas. Eles alegam que seria necessário o registro de provas que comprovassem que o combustível teria causado algum dano ao veículo de algum cliente.

Contudo, a Procuradoria-Geral de Justiça opinou pela manutenção da sentença.

O desembargador Manoel Mendes Carli destacou que após notícia sobre a referida empresa distribuidora, o MPE (Ministério Público Estadual) oficiou à delegacia local de Cassilândia, a fim de requisitar instauração de inquérito policial e, pelas investigações, foi constatado que os donos do posto haviam adquirido e revendido combustíveis de distribuidora diversa da qual estavam vinculados.

No entender do magistrado, os proprietários do posto firmaram todos os contratos com a empresa revendedora de combustíveis, em que constava cláusula de exclusividade, além de não terem demonstrado que terceira pessoa administrava o estabelecimento sem sua ciência, agindo de má fé.

O magistrado entendeu que o grau de instrução e condição social dos agentes não permite a aceitação da tese defensiva de erro sobre a ilicitude dos fatos ou erro evitável, mormente quando existe contrato, por eles assinado, de exclusividade com a empresa contratada.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 30 de Abril de 2017
Sábado, 29 de Abril de 2017
Sexta, 28 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)