Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/09/2011 13:55

Cassilândia: crime da JK foi premeditado e passional

Bruna Girotto

Analício Rodrigues, 60 anos, confessou ter cometido o assassinato de Edna Souza Silva, 35 anos, na manhã do dia 15 na Avenida JK, em Cassilândia (MS).

De acordo com o delegado Rodrigo de Freitas, em entrevista concedida ao programa Rotativa no Ar nesta segunda-feira (19), Analício foi à delegacia, sendo possível interrogá-lo. \"Por um lado, isso é bom, porque nós já colhemos todos os elementos. Ele confessou o crime. Então, nós já temos um respaldo para prosseguimento e uma eventual condenação\", contou.

O delegado explicou o motivo pelo qual não pôde deixar Analício preso: \"Já havia extrapolado o flagrante\". E continuou: \"A lei é injusta, mas infelizmente nós somos obrigados a cumpri-la, porque senão a própria autoridade responde por crime de abuso de autoridade\".

O delegado disse ainda que quando Analício esteve na delegacia ainda não havia sido feito o pedido de prisão preventiva, pois a magistrada precisava de um tempo para analisar o caso: \"Hoje o indivíduo já está com o mandado de prisão em aberto e nós vamos procurá-lo de novo\".

Afirmou mais: \"Não há o que reclamar do Poder Judiciário. Infelizmente é um prazo que não tem como saber. A pessoa chega (à delegacia), eu sou obrigado a ouvir e sou obrigado a soltar. Às vezes, não dá tempo do juiz analisar. Infelizmente é isso. Diferente se tivesse outro mecanismo que me autorizasse a prender. A gente fica amarrado. Isso é até desmoralizante, isto é triste, mas é a lei e nós temos que cumprir\".

Interrogatório - Rodrigo disse a versão de Analício sobre o crime:\"Ele alegou que cruzou com a vítima na avenida e, na hora que ela o viu, partiu para agredi-lo deixando arranhões e, por isso, ele efetuou os disparos, matando a vítima no local\".

Segundo o delegado, Analício argumenta que estava andando armado pois o esposo da vítima já teria entrado em luta coporal com ele e causado algumas lesões. \"Nós apuramos que, bem antes de brigar com o marido da vítima, ele já andava armado\". Rodrigo disse que a principal alegação do suspeito é o fato da vítima supostamente ter avançado nele, porém não acredita nesta versão: \"Se isso fosse verdade, o que pelos elementos dos autos não é, por ser homem e ter uma força física muito maior, não haveria necessidade de efetuar disparos contra a vítima\".

O delegado disse ainda que \"chegou a ser vergonhoso este depoimento\", por saber que isso não é verdade. E continuou: \"Claro que a gente respeita, ouvimos ele, que veio e saiu com advogado. Ele apresentou a arma e nós estamos encaminhando para a perícia. Mas nós sabemos que isso não é verdade. Vamos terminar o inquérito policial e encaminhar ao Judiciário\".

Rodrigo afirmou os motivos que levam a crer que o crime foi premeditado: \"Ele já estaria inclusive pagando funerária, porque aparentemente ele também pensava em se matar. O que não se consumou. Nós sabemos que ele praticou o fato e fugiu\".

O crime, segundo o delegado, foi \"totalmente passional\". Rodrigo disse que, de acordo com os relatos de Analício, este teve um envolvimento com a vítima: \"Por a vítima não aceitar a reatar o relacionamento, ele teria efetuado os disparos e causado a morte da vítima\".

E, por fim, o delegado fez um pedido: \"Gostaria de pedir à população e ao próprio sr. Analício que se entregue, porque já tem a ordem judicial de prisão e a polícia já está procurando ele.\"



Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)