Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

14/12/2009 22:00

Cassilândia: Assessora não concorda com relatório da CPI

O relatório da CPI da Câmara, que investiga possíveis irregularidades pela administração municipal de Cassilândia, foi lido na sessão ordinária de hoje da Câmara Municipal, pelo secretário Giuliano Tenório. A Comissão entende que pode ter havido irregularidades em relação à licitação do Carnaval 2009 e o uso de verbas do Fundeb. O presidente da Câmara, Rosemar Fivela, decidiu que a documentação será encaminhada ao Ministério Público.

Antes da decisão foram dados 20 minutos para que a dra. Nadir Gaudioso, advogada do prefeito, usasse a tribuna.

Ela entende que o resultado foi direcionado e achou um absurdo o que foi lido. Criticou o assessor jurídico da Câmara, entendendo que os vereadores da Comissão assinaram o que foi elaborado por ele. Explicou que desvio é quando o adminstrador coloca o dinheiro no bolso, o que não foi o caso. Admitiu que pode ter havido desvio da finalidade do recurso, no caso da utilização do Fundeb no pagamento de serviços pestados por trabalhadores.

Disse que se houve um pagamento de forma inadequada, não é motivo para responsabailiar o prefeito, os secretários de educação e finanças, pois o ser humano é passível de erro. E também porque o prefeito não é o ordenador de despesas do Fundeb. Segundo a advogada, quem determina o empenho é a secretaria de educação e finanças. E quem assinam são a secretaria e a chefe de contabilidade. "Não há motivo responsabilizar o prefeito", enfatizou a advogada.

Também, em relação à licitação para contratação do Carnaval 2009, refutou qualquer irregularidade.

Houve uma certa tensão quando a dra. Nadir quis sugerir a forma do encaminhamento da CPI pelo Plenário. O presidente da Câmara não aceitou, dizendo achar que era interferência e cassou a palavra da oradora, cortando o microfone. Segundo ele, ela já tinha utlizado os vinte minutos concedidos. Defendeu o trabalho do assessor jurídico e disse que a CPI não estava julgando ninguém, apenas provas foram colhidas e o MP terá a responsabilidade de fazer as devidas averiguações.

O prefeito municipal Carlos Augusto compareceu à Câmara e assistiu a sessão ordinária, com assessores.

O Cassilândianews aguarda o relatório da CPI para a devida publicação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)