Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

06/04/2011 16:25

Cassilândia: Assassinado de Adrieli é destaque na imprensa nacional

A imprensa nacional está dando destaque ao crime que vitimou a cassilandense Adrieli Camacho de Almeida. O Jornal Hoje, da TV Globo, falou sobre o crime e apresentou imagens. Leia noticias postadas no Terra e no G1

No Portal Terra
GO: garota é encontrada morta e família da namorada é suspeita

Uma jovem de 16 anos foi encontrada morta na terça-feira em Itarumã, Goiás. Um fazendeiro e seus dois filhos, de 16 e 13 anos, são os suspeitos de matar Adrieli Camacho de Almeida, que foi esfaqueada. Segundo a polícia, a menina namorava a filha do fazendeiro e já havia sido ameaçada de morte por causa do relacionamento.

Adrieli estava desaparecida desde o dia 13 de março. Ela morava em Cassilândia, Mato Grosso do Sul. Os três suspeitos residiam em Itarumã. Ainda de acordo com a polícia, o adolescente de 16 anos convidou Adrieli para ir ao sítio da família com a desculpa de que ela encontraria com sua irmã. Ele teria buscado a jovem de moto e a esfaqueado nas proximidades da zona rural. O garoto de 13 anos teria participado ajudando o irmão a enterrá-la de cabeça para baixo.

Os dois menores confessaram, segundo a polícia, que mataram Adrieli e indicaram o local em que enterraram o corpo. Eles estão em uma instituição para menores infratores. O pai também foi preso e a polícia investiga se ele também tem relação com o crime.

no site Globo.com - G1

Jovem de 16 anos é morta em crime homofóbico em Goiás, diz delegado

Glauco Araújo
Do G1, em São Paulo

O corpo da adolescente Adriele Camacho de Almeida, 16 anos, foi encontrado por policiais militares e civis em uma fazenda em Itarumã (GO), na tarde desta terça-feira (5). Ela estava desaparecida desde 13 de março, quando foi vista pela última vez com o ex-namorado, um rapaz de 17 anos, suspeito do crime. O pai dele, um agricultor de 36 anos, está preso por também ser suspeito do homicídio.

Segundo o delegado Samer Agi, responsável pelo inquérito policial, a menina foi morta com um golpe de faca no pescoço e no peito. \"A vítima teve um breve relacionamento com um menino de 17, que foi internado em uma cela específica para adolescente infrator. Acontece que a vítima se apaixonou pela irmã do suspeito, de 16 anos, com quem passou a namorar. O relacionamento homossexual durou cerca de um ano, contrariando a família do rapaz. Trata-se de um crime homofóbico.\"


Associação de gays entra com representação contra Bolsonaro Site da cantora Preta Gil é derrubado por hackers \'Estou passando por um terror\', diz Preta Gil em evento em SP \'Estou me lixando para esse pessoal\', diz Bolsonaro sobre movimento gay Após ofensas, Michael diz: \'Sou gay. Todo mundo aqui sabe quem sou\' Colegas do Vôlei Futuro saem em defesa de Michael, ofendido em MG Agi disse ainda que o agricultor, pai da menina que namorava com a vítima, foi preso preventivamente em 25 de março. \"Temos convicção de que ele é o maior responsável pela morte da vítima. O filho dele, ex- namorado da vítima, está dizendo que foi o responsável pelo crime para livrar o pai da prisão. Há relatos de testemunhas sobre a família não aprovar o namoro das duas meninas.\"

O delegado informou que, em depoimento, a namorada da vítima disse que o pai dela já teria feito ameaças de morte para a joverm morta. \"Quando foi ouvida por nós, ela nos disse que o pai seria capaz de matar a menina e que já tinha feito essas ameaças anteriormente.\"

Segundo a Polícia Militar, um primeiro mandado de busca e apreensão foi cumprido para tentar localizar o corpo da vítima em 19 de março, sem sucesso. Uma nova operação foi montada nesta terça-feira para tentar encontrar o corpo da adolescente e a motocicleta usada para levar a vítima até a fazenda.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros da região está fazendo buscas em um rio na região para tentar encontrar a motocicleta.

Agi afirmou que o agricultor está preso na Delegacia de Itarumã e o filho internado em uma cela específica para adolescente infrator em Aparecida do Rio Doce (GO). A vítima morava na cidade de Cassilândia (MS) e teria sido atraída para a cidade, no dia do crime, pelo ex-namorado. \"O inquérito é de homicídio qualificado por motivo torpe e pelo fato de a vítima não ter tido possibilidade de defesa\", disse o delegado.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, o corpo da vítima foi encontrado enterrado, de cabeça para baixo, em um brejo. \"Em depoimento, o ex-namorado da vítima disse que teve a ajuda do irmão, de 13 anos, para arrastar, cavar um buraco e jogar o corpo da adolescente no local. A motocicleta teria sido jogada no rio pelo irmão mais novo, sempre de acordo com o depoimento do rapaz\", disse Agi.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)