Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/04/2007 10:45

Cassilândia - Ainda sobre a prisão do contador

O site rmtonline publica mais informações sobre a prisão de Jorge Kobaiashi, contador da prefeitura de Cassilândia.

A força-tarefa de Cassilândia prendeu mais um servidor envolvido no esquema milionário de fraude, desmontado no dia 11 de abril. Ontem à tarde, foi detido Jorge Yoshishilo Kobayashi, chefe da contabilidade da Prefeitura de Cassilândia, acusado de participar dos desvios. Kobayashi ainda estava pressionado os funcionários que prestaram depoimentos à polícia. Na ação, denominada "Operação Judas", foi descoberto desvio de milhões.

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Silvio César Prado. O delegado adjunto da Polícia Civil de Cassilândia, Paulo Henrique Rosseto de Souza, explica que a detenção foi solicitada pois há indícios suficientes que comprovem a participação de Jorge Kobayashi no esquema de fraudes. Na investigação, deflagrada pelo Ministério Público Estadual (MPE) e polícias Civil e Militar, foi descoberto que os servidores de Cassilândia usavam “notas de origem duvidosa” para fraudar licitações e outros contratos da prefeitura.


O delegado explicou ainda que Kobayashi fez algumas reuniões com servidores da prefeitura de Cassilândia, orientando os funcionários sobre como deveriam proceder caso fossem convocados a prestar depoimento. Rosseto disse que os que foram depor, foram chamados pelo chefe de contabilidade que queria saber exatamento o que foi falado em depoimento.


Até agora, sete pessoas foram detidas, entre elas, seis servidores. No dia 11 de abril, foram presos os funcionários da prefeitura Luceni Quintina Correia, Ana Regina Arantes, Ivete Vargas de Souza e o ex-secretário de Finanças de Cassilândia, Waldimiro José Cotrim, que pediu afastamento há cerca de duas semanas. Também foi detido o marido de Luceni, Eugênio Luiz Azambuja. No dia 13, a força-tarefa prendeu Orange Resende e Silva, tesoureiro da prefeitura de Cassilândia.


Até agora, foram encontrados R$ 584 mil em dinheiro e cheques na casa de Luceni Quintina. O Ministério Público Estadual (MPE) e as polícais Civil e Militar, que compõem a força-tarefa que investiga o caso já calculam que a fraude ultrapasse milhões.



Fonte: Redação TV Morena

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)