Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

09/05/2011 13:45

Cassilândia: agressão leve sempre progride, diz delegado

Bruna Girotto

O delegado Rodrigo de Freitas, em entrevista ao programa Rotativa no Ar, da Rádio Patriarca, contou que a professora Doraci Cleuza Fernandes da Silva, conhecida por Dorinha, continua na Santa Casa muito machuada. Ela foi agredida no dia 5, por seu companheiro Eleomar Leonel Neto.

\"Ela está com os olhos muito inchados, não consegue enxergar. Fizemos a prisão em flagrante e encaminhamos o autor ao presídio. A lei Maria da Penha deve ser aplicada com rigor\", disse.

E continuou: \"Conversei com a Doraci e senti muito medo, principalmente em relação aos filhos. O autor ameaça a família dela. O que podemos e devemos fazer é a solicitação ao juiz da comarca para que o autor mantenha uma certa distância dela. Se chegar perto, será preso. Infelizmente, o Estado não tem suporte para colocar um policial por residência. Mas o que podemos fazer é utilizar os mecanismos legais\", explicou.

No momento, o autor continua detido. \"Vamos terminar o inquérito policial e encaminhar ao Poder Judiciário\", relatou.

A professora já havia feito um boletim de ocorrência contra o autor de ameaça. \"Algumas testemunhas relataram que ele era agressivo e havia briga. Nós sabemos que o casal brigava. Não apenas por parte do marido, mas da mulher também. Infelizmente vivemos em uma sociedade machista, e nada justifica o que o cidadão fez com ela\", salientou o delegado.

Rodrigo explicou que o cidadão começa batendo devagar e a agressão vai aumentando. \"Dá uma mordida, um tapa, um soco leve. O problema é que essas lesões leves sempre vão progredindo\", ressaltou.

Ele disse que procurará coibir este tipo de crime: \"Vamos encaminhar ao presídio, mesmo não tenho antecedentes\".

O delegado lembrou do caso de Nilma Vieira Paulino, ocorrido em abril do ano passado, em que o seu ex-marido atirou em seus joelho: \"É um caso bárbaro. O autor foi preso e foi encaminhado ao presídio. Encontrei a moça [Nilma], e ela ainda tem dificuldade para andar\".

O delegado disse que tiveram casos envolvendo a Lei Maria da Penha neste final de semana na cidade. \"Só que eram casos leves e a mulher não quer representar\", contou.

Por fim, Rodrigo afirmou que a pessoa só sente quanto atinge o bolso ou a liberdade. Por isso ele abritrariará fiança e encaminhará o autor ao presídio.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)