Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/03/2009 10:03

Cassilândia: Acadêmico indignado com a UEMS e políticos

O acadêmico Renato Lustosa Sobrinho, acadêmico de Agronomia, envia e-mail indignado com o que vem acontecendo na UEMS e o posicionamento da classe política. Leia:

"Ola Dr.Girotto escrevo este email , para falar um pouco a respeito do meu ponto de vista sobre os acontecimentos relativos a UEMS neste começo do ano de 2009, sou aluno da UEMS desde o ano de 2003 e digo com certo pesar que eu já deveria estar formado , mas por uma infelicidade tive problemas de saúde , e logo em seguida por questões de trabalho tive de me ausentar da faculdade , fiquei fora por um período total de 2 anos, retornei agora a universidade no ano de 2009 com o objetivo de terminar agronomia.

Tive a felicidade de prestar o vestibular para o curso de matemática juntamente com minha futura esposa e felizmente fomos os dois aprovado no curso de matemática eu em primeiro lugar e ela quinto.

Mesmo durante meu afastamento de 2 anos, procurei sempre ficar a par de todos os acontecimentos relativos a UEMS em nossa cidade.

Quero dar minha opinião sobre a questão da ida de nossos cursos embora e sobre a situação atual dos cursos .

Sabemos que em toda e qualquer situação existem dois lados; tem sido muito veiculada a questão de que os cursos de letras e matemática estão sendo fechados em Cassilândia , Mas alem da questão de uma alegada baixa procura eu me pergunto qual tem sido, o real nível de interesse da cúpula da UEMS em manter nossos cursos aqui?

Vamos começar falando sobre o curso de agronomia que quando veio pra Cassilândia, para UEMS foi algo extremamente vantajoso, aparentemente eles estavam meio que como dizem algumas pessoas “de olho gordo na doação do prédio por parte do município” , no entanto quando os primeiros problemas apareceram, a instituição preferiu deixar as coisas correrem frouxas , as aulas eram ministradas sem nenhuma condição, a UEMS não cumpria com os combinados e alegava que a culpa era do governo , e convenhamos que isso era uma boa desculpa porque tinha fundamento, o governo me parece que não cumpria nada mesmo, e quando cumpria isso era feito com um atraso imenso e quase sempre pelas metades.

Enquanto isso nossos representantes políticos locais, sempre dormiram tranqüilos... Apesar dos avisos constantes de que os cursos corriam perigo!!,

Quantas vezes o professor Edemir foi ao radio? Quantas vezes eu e a Selminha não estivemos ae clamando por ajuda ?

Quando este reitor ganhou a eleição eu sabia que teríamos problemas, o discurso de campanha dele na universidade era, uma rápida verticalização do ensino na universidade, e isso de maneira nenhuma seria compatível com a situação da unidade da UEMS de Cassilândia, que ainda visivelmente necessitava e necessita de diversos investimentos na área de infra-estrutura .

Resumindo pro povo entender o teor das palavras por traz de todo aquele discurso das instancias superiores da UEMS era mais ou menos assim:

“ Vamos fechar isso aqui, porque esta dando muito gasto e vamos pra outro lugar onde esta mais fácil ”.

E tudo isso aconteceu, de maneira lenta ... gradual .... e visível, debaixo dos narizes dos representantes de nossa cidade, mas pelo visto, parece que tinha uma Turma por aí, ocupada demais falando de corrupção.... Queria eu, que eles só estivessem falando...

Olha devo admitir , que dá um certo desanimo , ver novamente o núcleo da UEMS chegar com mais uma proposta indecente, pra Cassilândia ...

Na minha concepção esta sendo mais ou menos assim Dourados chega e diz:

” Vocês fecham letras e matemática , e então depois a gente manda outro curso.”

Tá bom !! Eu acredito!!! E quem vai dar aula nesses cursos que vão vir? Certamente vão ser os professores , Papai Noel e coelhinho da páscoa.

A Uems não cansa de tentar vender ouro de tolo pra Cassilândia, é incrível!

Sinceramente em minha opinião, ta parecendo que eles querem mesmo é enfraquecer a unidade e daqui uns 3 ou 4 anos levar também agronomia embora.

Eles sempre usam uma boa desculpa, qual será a dessa vez ?

Será que é a de que os cursos não tem mais procura?

Mas venha cá, convenhamos... cadê os investimentos reais e verdadeiros na divulgação dos cursos ? Não basta ter faculdade é preciso divulgar a faculdade, final de ano eu recebo email de faculdades que ficam do outro lado do país, chamando pra prestar vestibular, a UEMS parece que mal consegue divulgar os cursos na vizinhança .

Outra desculpa boa que eu já ouvi vez ou outra é que Paranaíba se tornaria um pólo de ensino bla bla bla isso bla bla bla aquilo ...

A gente!! chega dessa palhaçada de perder tudo pra Paranaíba isso cansa... Olha que eu tenho 24 anos e já nem me lembro mais qual foi a primeira vez que eu ouvi, que íamos perder algo pra Paranaíba.

Agora estamos ae...

No núcleo da UEMS a decisão aparentemente já foi tomada, e tem gente dizendo que os professores querem ir embora, mas eu conheço um bom numero deles que tem casa aqui , e que não quer ir embora porque gosta de Cassilândia.

Como diria o dito popular, “Tá indo o boi com a corda” e nossas lideranças onde estão?

Cadê os deputados, senadores que sempre pintam por aqui eleição ou outra?

A eu ia me esquecendo, agora parece eles nem estão vindo mais... Quantos comícios teve pra deputado em Cassilândia nas ultimas eleições?

Parece que eles telefonam e dizem:

- Preciso de tanto votos fulano !! depois a gente acerta.

Eu fico pensando será que estão esperando que os alunos façam alguma coisa?

Esse ano surgiu o milagroso sistema do RED regime especial de dependencia onde o aluno pode pagar DP sem assistir aula , mas ninguém contou que esse regime especial funciona da seguinte maneira, as aulas de DP só pode ser ministrado por professor efetivos, que ultimamente tem sido peças raras na UEMS de Cassilândia “temos apenas 5 professores Agrônomos efetivos trabalhando neste momento na unidade se não me falha a memória”.

É fácil pra universidade colocar todos os alunos que estão de dependência num mesmo balaio e dizer que são relapsos , mas e difícil ver que tudo tem dois lados, e que a UEMS aqui nunca teve estrutura de salas de aula e nem mesmo de professores pra oferecer disciplinas todos os anos.

Eu já vi varias vezes aluna esforçada que estudava direitinho mas que por conta de uma dificuldade, creio eu talvez advinda de um segundo grau deficiente acabava pegando uma DP.

Todos sabemos que as escolas publicas do Brasil não são lá essas coisas e nem sempre o aluno chega 100% preparado na universidade, o aluno que sai de um segundo grau complicado, vez ou outra acaba por pegar uma dependência, e aqui em Cassilândia em alguns, casos ele era impossibilitado de pagar a matéria, porque naquele ano a faculdade não ia ministrar a disciplina ou as vezes era simplesmente por falta de sala de aula ou por falta de dinheiro pra pagar professor. Então num sistema assim , é natural e apenas uma questão de tempo para que as dependências se acumulassem , não estou aqui dizendo que os alunos estão 100% certos mas quero deixar claro que:

- Sim existe bastante joio no meio do trigo , mas não da pra generaliza.

Bom , mas pelo visto e no ritmo que as coisas vão indo Cassilândia não vai ter que se preocupar com a UEMS por muito tempo, o pessoal parece que esta quieto , e se não estiverem quietos com certeza estão agindo muito devagar e silenciosamente.

Mas é o Brasil !! e o Brasil é Cassilandia !!!

Sei que muitas pessoas podem me criticar por expressar essa minha opinião , mas eu prefiro expressar minha opinião mesmo que talvez ela esteja errada , do que simplesmente aceitar o fato de me calar e ver as coisas acontecerem , isso não é pra mim não gosto de me calar perante as coisas que considero erradas.

Portanto eu quero ir mais além e quero encerrar fazendo uma brincadeira, e espero que não me levem a mal.

Ate porque eu nem gosto de futebol e não torço pra time nenhum.

Mas em relação a UEMS “Cassilandia está igual o curintias !! já se conformou em perder ”



ASS: Renato Lustosa Sobrinho Acadêmico do curso de Agronomia e Matematica"

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)