Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

18/11/2007 16:16

Casos novos de câncer de próstata podem chegar a 200 mil

Alana Gandra /ABr

Rio de Janeiro - Mil pessoas participaram hoje (19) no Aterro do Flamengo,da 1ª Corrida de Combate ao Câncer de Próstata, promovida pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU). Durante o evento, foram arrecadados 1,5 toneladas de alimentos, que serão doados a instituições assistenciais fluminenses que tratam de idosos, grupo que apresenta elevado índice da doença.

O presidente da SBU, Sidney Glina, destacou a importância da corrida, ligada à saúde, para alertar a população masculina sobre a necessidade de procurar o médico de forma regular após os 45 anos, a fim de evitar essa doença que mata cerca de oito mil homens por ano no país. “É o câncer que mais afeta o homem após os 50 anos”, afirmou Glina.

Segundo ele, homens com histórico familiar de casos de câncer de próstata devem iniciar o tratamento com um urologista a partir dos 40 anos de idade. Dados do Instituto Nacional de Câncer(INCA) indicam a ocorrência de 40 mil novos casos de câncer de câncer de próstata no Brasil a cada ano.

O presidente da SBU analisou que os dados são subestimados, na medida em que não há estatísticas abrangentes sobre a doença no país. Ele acredita que os números brasileiros podem chegar próximo aos dos Estados Unidos, onde são registrados 200 mil novos casos anualmente.

A população masculina, segundo o especialista, deve ter uma preocupação constante com a sua saúde. Para isso, deve evitar álcool e cigarro e praticar exercícios. “Enfim, ter uma vida saudável e ir ao médico periodicamente”.

Glina disse que atualmente o preconceito entre os homens em procurar o médico, temendo o toque retal, vem diminuindo no país graças a campanhas de esclarecimento. Ele afiançou que quanto mais cedo for feita a detecção do câncer de próstata, mais chances os homens têm de cura.

“Quando dá metástese, a doença vai se estender, principalmente, para os ossos”, informou. O tratamento precoce pode estar associado à cirurgia em alguns casos. Se não for tratada, a doença pode gerar seqüelas, como impotência sexual e incontinência urinária, e mesmo levar à morte.

Não há no Brasil um Estado que apresente maior índice de câncer de próstata. De acordo com o presidente da SBU, a doença tem uma distribuição quase uniforme entre os brasileiros.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 18 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)